Laser é capaz de localizar, mapear e destruir tumores de forma precisa- 26/07/12

Cientistas dos Estados Unidos relatam o desenvolvimento de um laser capaz de localizar, mapear e, em seguida, destruir tumores do câncer de forma precisa e não invasiva. Usando um "laser de femtosegundos" que pulsa na velocidades de um quadrilionésimo de segundo, o novo dispositivo "procura e destrói" se concentra em uma região específica do tecido para mapear o tumor com precisão. A nova tecnologia é a criação de Christian Parigger e Jacqueline Johnson, da University of Tennessee Space Institute, em parceria com Robert Splinter, da Splinter Consultants. "Utilizar pulsos ultra-curtos de luz nos dá a capacidade de se concentrar em uma região bem confinada, bem como a capacidade de radiação intensa. Isso nos permite entrar e sair de uma área específica rapidamente para que possamos diagnosticar e atacar as células tumorais de forma rápida", diz Parigger. 

Uma vez que o laser localiza a área cancerosa e a tem precisamente sob mira, todo o necessário é que a intensidade da radiação seja acionada para queimar o tumor. Os cientistas afirmam que a nova tecnologia tem potencial para ser mais exata dos que os tratamentos atuais, além de viabilizar a economia de uma quantidade considerável de dinheiro, pois o método pode ser aplicado em um procedimento ambulatorial, tornando desnecessária uma cirurgia intensiva. O novo dispositivo pode ser utilizado no tratamento da maioria dos tipos de câncer, mas segundo a equipe de cientistas, os pacientes com tumores cerebrais serão especialmente beneficiados. A tecnologia de imagem é capaz de "ver" através de camadas finas de osso, como as do crânio, de forma não invasiva. "O dispositivo pode fazer isso bem o suficiente para ajudar a definir uma estratégia de tratamento específica contra o câncer persistente", diz a equipe. O tratamento atual é limitado devido à possibilidade de danificar os tecidos vizinhos saudáveis "Utilizar pulsos mais longos de laser é como deixar uma lâmpada acesa, que aquece e pode danificar o tecido saudável", explica Parigger, que continua: "o fato de a radiação de laser de femtosegundos poder ser focada com precisão espacial e temporal permite evitar o aquecimento de muitas coisas que você não quer que sejam aquecidas". A equipe sugere que o novo dispositivo tem potencial para superar muitas dificuldades no tratamento do câncer cerebral: especialmente nos casos em que a cirurgia não pode ser uma opção se todo tecido canceroso não pode ser removido. "Este tratamento supera dificuldades no tratamento do câncer cerebral e de outros tumores, além disso, pode ter aplicações promissoras para outras áreas", conclui Parigger.

 Fonte: Isaúde

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Caminhada ajuda a combater a depressão – 26/07/12
Próximo post
Estudo constata preocupação de crianças em serem magras – 26/07/12

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.