Aromatizante presente na pipoca de micro-ondas aumenta risco de Alzheimer- 09/08/12

 Um aromatizante artificial de manteiga encontrado na pipoca pode aumentar o risco de Alzheimer. É o que sugere pesquisa publicada pela American Chemical Society. O estudo revela que o composto diacetil (DA), que dá o sabor artificial de manteiga à pipoca, estimula o acúmulo das proteínas beta-amiloides no cérebro. Este processo prejudicial de ‘aglutinação’ é um passo crítico para a doença de Alzheimer. O trabalho teve foco em pipocas de micro-ondas e fábricas de aromatizantes alimentares, onde a exposição ao produto químico é maior. A equipe da University of Minnesota, nos Estados Unidos, descobriu que o diacetil pode facilmente penetrar na chamada "barreira sangue-cérebro", que impede que as substâncias prejudiciais entrem no cérebro. Além disso, o aromatizante artificial também impediu uma proteína-chave chamada glioxalase, que protege as células nervosas, de chegar ao cérebro. "Analisando o consumo excessivo do aromatizante e a exposição crônica dos trabalhadores da indústria ao composto, este estudo levanta a possibilidade inquietante de toxicidade neurológica a longo prazo mediada pelo diacetil", relatam os pesquisadores. Apesar dos resultados iniciais, os pesquisadores afirmam que o estudo se concentrou em operários altamente expostos ao produto e que mais pesquisas são necessárias. Eles ressaltam que os consumidores moderados não devem se preocupar.

Fonte:Isaúde

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Combinação de drogas mostra-se eficaz no tratamento do câncer de mama – 09/08/12
Próximo post
Verrugas são causadas por vírus e podem se espalhar pelo corpo – 10/08/12

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu