Acupuntura e homeopatia viram opções para aliviar sintomas da menopausa

Aos 51 anos, Dina de Almeida Santos, hoje com 63, enfrentou uma das fases mais difíceis de sua vida. Tudo começou com o encerramento dos ciclos menstruais e ovulatórios, ou, simplesmente, a menopausa. Sintomas como ondas de calor e palpitações foram sentidos fortemente por ela, além de efeitos psicológicos. Dina teve que lidar com a depressão, a ansiedade, a irritabilidade, as variações de humor e a falta de concentração. “Sofri todos os sintomas e um pouco mais. Eu pensava que não ia sobreviver à menopausa. Não estava bem comigo”, conta. A reposição hormonal parecia ser a saída mais viável, mas a experiência foi assustadora. “Por quase dois meses tomei o remédio. Comecei a notar alguns nódulos nos seios, tive displasias, os meus seios cresceram e sentia algumas ferroadas na região”, conta Dina. O incômodo fez com que ela parasse com o remédio e buscasse tratamentos alternativos, como a acupuntura e a fitoterapia. “Tive bons resultados com a acupuntura durante quase um ano de tratamento. Além disso, tomo lecitina de soja, extrato de amora e farinha de maracujá. Virei uma fábrica de consumo de remédios. Naturais, é claro. A acupuntura fez com que as dores no corpo durante a menopausa sumissem. Àquela época, podiam me chamar de Dina das dores”, brinca. “Minha pele nunca envelheceu ou ficou seca nesses anos. Devo isso aos tratamentos alternativos”, completa.

Fonte: Correio Braziliense, 25 de setembro de 2012

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Fazer 9 refeições por dia pode ajudar a manter peso ideal
Próximo post
Exercício físico fortalece o músculo e protege as articulações contra dores

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu