Educação alimentar traz resultados positivos a longo prazo

Comer de forma correta é fundamental para garantir uma boa saúde. Agora, pesquisa realizada na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), da Universidade de São Paulo (USP), mostra que as melhoras mais significativas e efetivas de um programa de educação alimentar são percebidas a médio e longo prazos. A pesquisadora Vanilde de Castro analisou as mudanças de comportamentos em adultos com excesso de peso que participaram de um Programa de Educação Alimentar (PRAUSP) coordenado pela EERP, e os fatores que facilitaram a manutenção dos hábitos adquiridos após a participação. Foram analisados os hábitos de vida que os participantes seguiram depois da participação no programa, o que incluiu consumo de álcool, cigarro e prática de atividade física, a alimentação, além das alterações no peso e nas medidas da cintura e do quadril. Os participantes foram divididos em dois grupos: um formado por pessoas que terminaram o programa (Grupo Intervenção – GI) e outro por pessoas que não o concluíram (Grupo Abandono – GA). Os resultados mostraram que os participantes dos dois grupos aumentaram o consumo de verduras, legumes e frutas, além de terem reduzido o consumo de frituras e embutidos, e que conseguiram manter essas mudanças após o término ou abandono do programa. Os participantes do GI apresentaram, ainda, mudanças mais significativas, como o aumento da mastigação, fracionamento da alimentação, redução da compulsão alimentar, do Índice de Massa Corporal (IMC) e da circunferência da cintura, o que resulta, a longo prazo, em uma diminuição do risco de doenças cardiovasculares. Entretanto, constatou-se um aumento no consumo de álcool entre os participantes do GI, o que, segundo a pesquisadora, precisa ser melhor investigado para determinar se é uma forma encontrada pelos participantes para compensar os cortes na alimentação.

Fonte: Boa saúde, 10 de outubro de 2012

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Obesidade pode contribuir para evolução do câncer de mama
Próximo post
Caminhadas rápidas reduzem risco de ataque cardíaco e AVC pela metade

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.