Pessoas com profissões criativas são mais afetadas por doença mental

 Cientistas do Karolinska Institutet, na Suécia, confirmaram a existência de uma ligação entre a criatividade e o maior risco de doença mental. A pesquisa sugere que pessoas em profissões criativas são mais afetadas por doença mental do que a população em geral. Os pesquisadores, liderados por Simon Kyaga, analisaram cerca de 1,2 milhão de pacientes e seus familiares. Uma vez que todos foram pareados com controles saudáveis, o estudo incorporou grande parte da população sueca das décadas mais recentes. Os resultados confirmaram os de pesquisas anteriores que mostram que certas doenças mentais, como o transtorno bipolar, são mais prevalentes em grupos de pessoas com profissões artísticas ou científicas, tais como bailarinos, pesquisadores, fotógrafos e autores. Autores especificamente também foram mais afetados por doenças psiquiátricas, incluindo esquizofrenia, depressão, ansiedade e abuso de substâncias, e foram quase 50% mais propensos a cometer suicídio do que a população em geral. Os pesquisadores também observaram que as profissões criativas foram mais comuns em familiares de pacientes com esquizofrenia, transtorno bipolar, anorexia nervosa e, em alguma medida, o autismo. De acordo com Kyaga, os resultados fornecem evidências da necessidade de reconsiderar as abordagens de prevenção e tratamento da doença mental.

Fonte: Isaúde, 17 de outubro de 2012

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Descobrir prazeres e ocupar tempo livre ajuda a combater a compulsão
Próximo post
Consumo excessivo de bebida alcoólica danifica cérebro em poucos meses

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu