Consumo excessivo de álcool afeta a fertilidade

111012_bebida_consumo_copoA competência reprodutiva do casal é reduzida entre 30 e 50% com a ingestão diária de 200 mililitros de vinho ou uma garrafa de cerveja Com a chegada das festas de final de ano, muitas pessoas exageram nas comemorações com o abuso de bebidas alcoólicas. Muitos homens e mulheres entendem que os perigos deste excesso se limitam a acidentes automobilísticos, brigas e a famosa ressaca do dia seguinte. Entretanto, o médico gaúcho João Sabino da Cunha Filho, professor da UFRGS e diretor do Centro de Reprodução Humana Insemine, explica que o álcool pode afetar de forma direta a fertilidade de ambos os sexos. “No homem, o álcool reduz os níveis de testosterona e a qualidade e quantidade do espermatozóide. Pois, as células produtoras de testosterona atrofiam e há uma diminuição dos hormônios masculinos. O álcool pode, também, afetar o desejo sexual e levar a impotência por danos causados nos nervos ligados a ereção”, menciona Sabino. Já nas mulheres, esclarece o médico, o álcool pode afetar a produção hormonal feminina, causar a infertilidade, afetar as características sexuais, suspender a ovulação ou a qualidade dos óvulos. “Em uma mulher com idade entre 20 e 30 anos, a taxa de fecundidade varia entre 30-35%. Já em uma mulher com idade a partir dos 40 anos, este índice se reduz a 5%. Mesmo aos 25 anos, no auge da capacidade de reprodução, a mulher que abusa do álcool tem a chance de uma gravidez equiparada a de uma mulher de 40”, ressalta. Sabino ainda atenta para o fato de que a competência reprodutiva do casal é reduzida entre 30 e 50% com a ingestão diária de 200 mililitros de vinho ou uma garrafa de cerveja. Assim como o álcool, o fumo e o abuso de outras drogas como maconha, cocaína, também interferem diretamente na fertilidade do casal. Mesmo que o consumo dessas substâncias tenha ocorrido na adolescência e interrompido depois de adulto, a recuperação não é total. Ou seja, há o risco de ocorrer problemas de infertilidade. “Posto isto, é possível aconselhar toda a população a ter um estilo de vida saudável, que será um fator primordial na fertilidade. Além de todas as recomendações tradicionais como uma boa alimentação, exercício regular e peso equilibrado, é de fundamental importância que o consumo de álcool esteja dentro de certos limites”, finaliza. Fonte: Segs, 03 de janeiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Coceiras podem ser formas estranhas de sentir dor
Próximo post
Medicamento usado para reduzir colesterol afeta produção de energia nos músculos

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu