Substância derivada do tomate pode reduzir o risco de ataques cardíacos

tomatePesquisa mostrou benefícios na ingestão de pílulas com um derivado do tomate. Pílulas que contém uma substância química chamada licopeno (substância responsável por dar cor vermelha aos tomates) podem atuar na quebra de depósitos de gorduras nas artérias. O estudo foi conduzido pela Universidade de Cambridge, descobrindo que tomar uma pílula diária de licopeno, impulsionou o fluxo sanguíneo e melhorou o revestimento dos vasos. A flexibilidade das artérias também aumentou em 50%. Os pesquisadores acreditam que isso pode limitar os danos sofridos pelo coração. Só no Reino Unido, problemas cardíacos são responsáveis por mais de 180 mil mortes anuais. Acredita-se também que pessoas com artrite e diabetes podem se beneficiar do uso diário de licopeno, bem como na tentativa de retardar o progresso do câncer. Estudos têm mostrado que uma dieta no estilo das pessoas do Mediterrâneo, riquíssima em tomates, peixes, legumes e nozes, além de azeite de oliva, reduz significativamente o colesterol, ajudando a prevenir doenças cardiovasculares. Os resultados foram apresentados na Associação Americana do Coração. A substância ainda foi capaz de aumentar a sensibilidade dos vasos ao óxido nítrico, gás que aciona a dilatação das artérias, em resposta ao esforço realizado pelo corpo. Novos estudos serão realizados. O licopeno pode ser uma alternativa às estatinas para pessoas que sofrem de doenças do coração, evitando os medicamentos tradicionais para diminuir a taxa de colesterol. Segundo médicos cardiologistas da Fundação Britânica do Coração, apesar dos resultados com o licopeno terem sido promissores, ainda existe um longo caminho para reforçar os resultados encontrados. Além disso, é mais indicado uma dieta rica em legumes e verduras frescas, como a praticada no Mediterrâneo, do que ingerir apenas 1 pílula. Fonte: Jornal Ciência, 08 de janeiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
'Hormônio do amor' protege mulheres contra dor crônica após o parto
Próximo post
Nódulos na tireoide podem não ser câncer

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu