Como correr na praia sem risco de dores e lesões?

imgHandlerTem opção mais prazerosa do que fazer um treino à beira-mar para manter a forma nas férias? Essa prática, porém, exige cuidados mesmo de quem já está acostumado a correr. “A pessoa que faz corrida na esteira ou no asfalto irá sentir um impacto e um resultado diferente quando treinar na areia, podendo se machucar”, conta o personal trainer Rafael Lago, da Test Trainer. Ao mesmo tempo em que essa atividade fortalece tornozelos, articulações e todos os músculos abaixo do joelho, o solo irregular aumenta o risco de tendinite, torção e dores articulares. Confira as dicas de especialistas em esporte a seguir e garanta um treino sem contratempos. Para iniciantes da corrida na areia, é melhor correr descalço ou com tênis? “Mesmo sabendo que a pisada sem calçado é mais anatômica em relação à pisada com tênis, é melhor usar o tênis”, afirma o ortopedista Octacílio da Matta, especialista em medicina esportiva e responsável pela Clínica Da Matta Fisio (MG). O tênis protege a parte plantar dos pés e também a parte óssea. Para quem faz questão de correr descalço, o ortopedista e médico do esporte Marco Antônio Ambrósio, do Hospital Samaritano, recomenda optar pela areia fofa. “Nesse solo, a aterrissagem do pé aumenta o tempo de contato dele com o solo, permitindo uma maior distribuição das forças atuantes nos pés e tornozelos e reduzindo o pico de forças sobre os membros inferiores”, explica o médico. Mas é preciso ter cuidado para não forçar demais o pé nesse tipo de solo. Qual faixa de areia é melhor para iniciantes? Rafael Lago explica que a areia dura é a mais próxima do asfalto, que muitas pessoas estão acostumadas a correr. “A areia fofa exige mais esforço e é mais indicada para esportistas, que estão fazendo um treino mais intenso”, conta o personal trainer. Esse tipo de areia serve como uma resistência extra a ser vencida, enquanto que a parte dura da praia reduz o impacto e diminui os riscos de lesões. Para quem já está mais acostumado a correr na areia e quer aprimorar o treino, o ortopedista Marco Antônio recomenda alternar as duas faixas. Quais partes do corpo podem ficar sobrecarregadas durante o exercício? “A corrida na areia trabalha mais as articulações dos pés e tornozelos, musculaturas posteriores das pernas e coxas, joelhos e coluna”, conta o ortopedista Octacílio. Para proteger todas essas partes do corpo, é preciso fazer um início gradual do treinamento na areia até que o corpo fique acostumado com o novo tipo de solo e impacto.  O solo na areia provoca alteração na postura do corredor.  A superfície da praia é mais inclinada do que o asfalto ou a esteira. “Essa inclinação posiciona os membros inferiores de forma assimétrica, propiciando sobrecargas desiguais e modificando a biomecânica da corrida”, explica o ortopedista Marco Antônio. Ele alerta que longos trechos de corrida no mesmo sentido podem provocar desconforto, dor e até lesões. Por isso, procure programar o seu treino com inversão de sentido, fazendo um percurso de ida e volta na mesma praia, por exemplo. O tempo da corrida na areia deve ser o mesmo da corrida no asfalto? A corrida na areia cansa muito mais. Portanto, vá devagar. “Não adianta achar que você irá correr seus cinco quilômetros matinais na praia no mesmo pique que corre no parque, embaixo da sombra de árvores”, diz Marco Antônio Ambrósio. Primeiro, porque o sol, o calor e a mudança de altitude na praia podem fazer com que você se sinta cansado mais rápido. Segundo, porque o terreno é mais acidentado, com inclinações, buracos e obstáculos. Mas pense pelo lado bom: você irá gastar mais calorias em menos tempo e deixar o corpo em forma mais rápido. Quando é melhor correr na faixa com água do mar? Segundo o médico do esporte Marco Antônio, o fim do treino pode ser feito com a água batendo na canela, em um ritmo mais leve. “Desse modo, os músculos relaxam e o corredor continua trabalhando”, explica. Lembre-se de ir diminuindo o ritmo aos poucos em vez de parar o treino de uma vez. O alongamento para a corrida na areia: Todos os especialistas são unânimes: é fundamental aquecer e alongar antes e repetir uma série de alongamento depois do treino. “Na areia, a exigência é maior e, portanto, a necessidade de alongar a musculatura também aumenta”, esclarece Marco Antônio Ambrósio. Do contrário, você terá mais riscos de interromper o treino antes do término por causa de lesões. Fonte: Minha Vida, 10 de janeiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Transtorno Bipolar, uma doença misteriosa e perigosa
Próximo post
Trabalhar em pé ajuda a perder peso, diz cientista

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.