Frutas vermelhas podem reduzir risco de infarto em mulheres

FV6Um estudo publicado dia 14 de janeiro no periódico Circulation, da American Heart Association, descobriu que comer morangos e mirtilos três vezes por semana pode diminuir o risco de infarto e mulheres. O trabalho foi feito por pesquisadores da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e da Universidade da Ânglia Oriental, na Inglaterra. Os cientistas acompanham 93.600 mulheres de 25 a 42 anos, que completaram questionários sobre seus hábitos alimentares a cada quatro anos, durante 18 anos. Nesse período, ocorreram 405 ataques cardíacos no grupo que participou da pesquisa. As mulheres que consumiram mais frutas vermelhas apresentaram uma redução de 32% do risco de terem um ataque cardíaco, em comparação com aquelas que consumiam essas frutas uma vez por mês ou menos – mesmo as que tinham uma dieta rica em outras frutas e verduras. A explicação para esse efeito seria a grande quantidade de flavonoides presente nos morango e mirtilos que têm poder antioxidante e anti-inflamatório. Um tipo de flavonoide denominado autocianina (pigmento relacionado às cores vermelho, roxo e azul) pode ajudar a dilatar as artérias e reduzir a formação de placas responsáveis por controlar o fluxo sanguíneo, protegendo o coração. Para os autores, esse resultado mostra que mudanças simples na alimentação podem ter impacto significativo na prevenção de doenças. A pesquisa, porém, não leva em consideração outros fatores de risco, como idade, pressão arterial, histórico familiar de ataque cardíaco, índice de massa corporal (IMC), exercícios e tabagismo. Colha todos os benefícios das frutas vermelhas Os antioxidantes presentes em frutas como morango, amora, framboesa e mirtilo vão muito além da prevenção de infartos. Conversamos com dois nutricionistas que nos contaram por que é tão importante incluir essa turminha no cardápio. Ação anticancerígena Além dos flavonoides, a amora e a framboesa possuem uma substância chamada ácido elágico que, segundo o nutricionista José Fernando Durigan, tem ação antimutagênica, inibindo o aparecimento de tumores cancerígenos. De acordo com o nutricionista, experiências têm mostrado que as antocianinas também induzem as células cancerígenas ao processo de autodestruição. Melhoram a visão O mirtilo e a framboesa carregam um nutriente da classe dos carotenoides chamado luteína, que ajuda a manter a boa visão. “As antocianinas, junto com a luteína, também melhoram as funções visuais”, afirma a nutricionista Mayumi Shima, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Flora Intestinal Dentre as fibras presentes nas frutas vermelhas podemos destacar as pectinas. “Essa substância tem o poder de regular o peristaltismo intestinal, auxiliando os músculos digestivos a trabalharem melhor e maximizando a absorção de vitaminas hidrossolúveis pelo nosso organismo”, explica a nutricionista. Entre essas vitaminas estão as C, B1, B2, B6 e B12. Estimulam a memória Um estudo realizado pelo Salk Institute for Biological Studies, na Califórnia, constatou que a fisetina, flavonoide presente nessas frutinhas, em especial no morango, estimula área do cérebro responsável pela memória de longo prazo e o protege de doenças degenerativas como o Mal de Alzheimer e a esclerose múltipla. Segundo os pesquisadores, a fisetina induz a maturação das células neurais, evitando que elas morram e auxiliando a fixação de novas conexões entre elas. Controlam a hipertensão Uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition comprovou que a antocianina presente nessa turma é capaz de oferecer proteção contra hipertensão. A equipe de cientistas estudou 134 mil mulheres e 47 mil homens durante um período de 14 anos. Quando os pesquisadores analisaram a relação entre o indivíduo, sua fonte de flavonoides e a incidência de hipertensão, eles descobriram que aqueles que comeram pelo menos uma porção das frutas por semana reduziram o risco de desenvolver a doença em 10%. Inclua essas frutinhas na dieta Todas essas frutas podem ser utilizadas como ingrediente para uma infinidade de receitas, desde bebidas até geleias e tortas. Para aproveitar o máximo delas, porém, o ideal é que sejam ingeridas “in natura”. Usar as frutas como ingredientes para outras receitas pode tanto concentrar alguns elementos nutricionais, como os fenóis, quanto destruir outros, como as vitaminas hidrossolúveis, especialmente a vitamina C. Fonte: Minha Vida, 18 de janeiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Você sabe se proteger da insolação na praia ou na cidade?
Próximo post
Fique atento aos indícios da hiperatividade

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.