Higiene íntima feminina: como fazer

2geeybhuj7ucfye3f01noey58Higiene íntima feminina é um assunto delicado, mas sério. Nem todas as mulheres, porém, sabem como fazer isso corretamente. Há dúvidas sobre qual tipo de sabonete usar, como secar a região e até sobre se, na hora de dormir, deve-se deixar de lado a calcinha ou não. Além de reduzir a ocorrência de odores desagradáveis, a higiene íntima adequada previne corrimentos, lesões vaginais e na vulva, além de doenças mais graves. Deixando a vergonha de lado, a mulher deve sim, buscar informações sobre como fazer a própria higiene íntima. E deve passar isso adiante, ensinando às próprias filhas como fazê-lo. Pensando nisso, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) elaborou um guia de condutas sobre a higiene íntima das mulheres, preparado após a revisão de cerca de 120 artigos científicos. Segundo a entidade, o ginecologista é sempre a melhor pessoa para responder a qualquer dúvida sobre esta questão. A ginecologista Rosa Maria Neme, do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, ensina: a mulher deve, no banho, aplicar uma quantidade pequena de sabonete íntimo na vulva, esfregar bem e depois enxaguar bastante. Para secar a região, basta usar uma toalha comum, seca e limpa. “Se possível, é recomendável secar os pelos pubianos com secador de cabelos. Isso diminui a umidade na base do pelo”, recomenda a ginecologista. Novidade dos últimos anos, os sabonetes íntimos geram dúvidas sobre qual tipo é o melhor e se devem realmente ser utilizados. Rosa Maria explica que, sim, o sabonete íntimo é indicado. Ele tem em sua formulação o ácido lático, que melhora o pH vaginal, fazendo com que a vagina se torne um ambiente inóspito para bactérias e outros agentes prejudiciais à saúde. Mas limpeza deve vir acompanhada de outros cuidados. Roupas apertadas aumentam o calor e a umidade no local, o que pode favorecer ocorrências de infecções vaginais ocasionadas por fungos e bactérias. Uma das consequências é a candidíase, doença causada pelo fungo Candida albicans. A ginecologista Viviane Monteiro indica as melhores roupas para evitar doenças: “O ideal é usar roupas mais largas, preferir calcinhas de algodão e evitar roupas sintéticas e roupas de ginástica fora do período de atividade física”. Dormir sem calcinha é outra atitude que ajuda a evitar problemas na região, diz a especialista. Os cuidados com a região íntima feminina valem também para as idosas. Nesse momento, é ainda mais indicado procurar a ajuda de um médico para receber orientações. “As recomendações para idosas são as mesmas, mas elas precisam de uma avaliação e orientação individualizada, pois a mudança do PH vaginal pode influenciar no aparecimento de infecções oportunistas na terceira idade”, diz Viviane. Veja as dicas do Guia de Condutas sobre Higiene Íntima Feminina da Febrasgo: – Ao escolher o sabonete íntimo, prefira os hipoalergênicos. Eles são mais apropriados para a higiene íntima, porque foram testados para essa finalidade, reduzindo a chance de alergias – Sempre seque bem a região após o banho. Isso evita a proliferação de bactérias, fungos e vírus – Use roupa íntima de algodão. Elas favorecem a ventilação da área – Durante o período menstrual, faça a higiene do local com mais frequência – Após lavar, enxague bem as roupas íntimas para retirar os resíduos químicos do sabão em pó e do amaciante – Durma sem calcinha ou use roupas largas para dormir. Isso aumenta a ventilação da região genital Fonte: Saúde/IG, 22 de janeiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Paralisia do sono: o que é, como tratar
Próximo post
Você é vítima de estafa mental?

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.