Aposte nos alimentos que aumentam a saciedade

imgHandler1Você alguma vez fez uma refeição até sentir-se satisfeito, mas minutos depois teve fome de novo? É muito comum apostarmos em alimentos na dieta  que parecem “matar a fome” e percebermos que na verdade eles são digeridos muito rápido. Um bom exemplo disso são os carboidratos. Felizmente existe uma série de alimentos que são amigos da nossa saciedade e contribuem para que tenhamos mais disposição e menos fome! Além de uma alimentação adequada, é importante adotar alguns hábitos amigos da saciedade, como mastigar devagar e não colocar no prato mais do que se pode comer, já que o cérebro processa a saciedade pelo tempo que você passa comendo, não pela quantidade de alimento ingerido. Comer de três em três horas sem pular refeições também é importante, pois o jejum prolongado faz com que os sinais de fome venham mais rápido, o que nos faz comer mais. Porém, comer de três em três horas não quer dizer beliscar o tempo inteiro. Refeições completas são essenciais para a nossa saciedade não ficar comprometida. Conversamos com especialistas e descobrimos os alimentos campeões da saciedade: Pães: Os pães, principalmente os integrais, são alimentos que naturalmente garantem uma sensação de saciedade e merecem ser inclúidos na dieta (Descubra seu peso ideal) . “Os pães integrais possuem grandes quantidades de fibras, que contribuem para aumentar a saciedade” diz a nutricionista Júnia Bolognesi, do Hospital Sírio Libanês. Arroz e feijão: Essa dupla é imbatível quando o assunto é saciedade. O arroz possui várias vitaminas do complexo B, carboidratos, cálcio, folato e ferro. Já o feijão é um alimento rico em proteína vegetal, fibras, fonte de ferro e vitaminas do complexo B. “Ele é um tipo de amido resistente, ou seja, o carboidrato do feijão demora mais tempo para se transformar em glicose (açúcar no sangue), evitando picos de insulina e que o metabolismo fique lento”, diz Júnia. Além do valor nutricional, a ingestão do arroz com feijão proporciona uma saciedade de longa duração. Dê preferência ao arroz integral por conter fibras. Massas Integrais: as massas integrais contêm fibras, que dão mais saciedade, além de diminuírem a velocidade de digestão do carboidrato, o que faz com que a fome demore mais para voltar. No caso das massas refinadas sem fibras, Júnia explica que o carboidrato presente nelas se transforma em açúcar muito rápido no sangue, disparando a produção de insulina que, em excesso, aumenta os estoques de gordura do nosso organismo. Frutas associadas a grãos e iogurtes: as frutas e os grãos são excelentes fontes de fibras. Quando associados ao iogurte, ou qualquer outro laticínio, oferecem maior saciedade, pois esses últimos contém grandes quantidades de proteína. “A digestão é mais lenta, retardando o esvaziamento gástrico e, consequentemente, a fome”, diz Júnia. Dê preferência aos laticínios desnatados e sem sabor. Saladas cruas: As folhas verdes são campeãs de fibras e também contam com outra particularidade quando o assunto é saciedade: elas exigem muita mastigação. “Este é um mecanismo fundamental para o cérebro avisar a hora certa de você parar de comer”, diz a nutricionista Júnia Bolognesi. Por isso inclua sempre as saladas cruas no almoço e jantar. “Outra dica importante é incluir os talos das verduras e legume, pois também são ricos em fibras”, completa. Sucos naturais: A presença dos sucos naturais à mesa, nunca os artificiais ou os refrigerantes, também garantem uma maior saciedade. Júnia explica que o suco de frutas não tem o mesmo conteúdo de fibras da fruta in natura, porém você pode enriquecê-lo acrescentando as cascas das frutas, vegetais, grãos e até em forma de vitamina. Banana nanica: Embora ela seja mais calórica que outras frutas, como maçã, pêra e abacaxi, ela contém cerca de 1,9g de fibras por unidade, sendo a campeã no quesito saciedade. “Um boa escolha é consumi-la junto a vitaminas, ou no lanche da manhã, por exemplo”, aconselha Júnia. Damasco: a nutricionista Ana Paula de Souza, do Citen, explica que o damasco contém gorduras, que têm lentidão na digestão, e seu sabor doce aumenta a saciedade e inibe o esvaziamento gástrico. Dê preferência ao damasco seco que contém maior quantidade de fibras. Carnes: por serem ricas em proteínas e gorduras, as carnes retardam o esvaziamento gástrico e aumentam a saciedade. “Porém não devem ser consumidas em grandes quantidades com o objetivo de induzir à saciedade. O ideal é acompanhá-las de outros alimentos, como verduras e legumes”, explica Júnia Bolognesi. Queijos: eles são fontes de proteínas que retardam o esvaziamento gástrico. Prefira os queijos brancos ao invés dos queijos amarelos, por terem menos gorduras. Leite desnatado: “Isento de gorduras e rico em proteínas, esse tipo de leite pode ser misturado a sucos e batidos com frutas para proporcionar maior satisfação”, conta Júnia. Oleaginosas: Castanhas, amêndoas, nozes. Além de serem uma ótima fonte de gorduras mono e poli-insaturadas, consideradas saudáveis para o organismo, Ana Paula conta que elas são ricas em proteínas vegetais que, quando chegam ao estômago, liberam enzimas de saciedade. Fonte: Minha Vida, 31 de janeiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

1 Comentário. Deixe novo

  • Oi Camila, SIM!! Essa barrinha ne3o tem muiats calorias e boa quantidade de proteedna, ente3o e9 indicada para quem quer perder peso e preservar a massa muscular! Mas vocea deve continuar controlando a alimentae7e3o ao longo do dia e praticar atividade fedsica! Beijos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Comer maçã todos os dias melhora saúde do coração em um mês
Próximo post
Mulheres com TPM têm quatro vezes mais chances de depressão pós-parto

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu
Clique e marque