Estudo demonstra benefícios do casamento para saúde do coração

Newlywed Groom Kisses a Bride Holding a Bouquet on Her CheekPessoas casadas são menos propensas do que as solteiras a sofrer ataques cardíacos e têm mais probabilidade de se recuperar caso sofram algum, revelou um estudo finlandês publicado na quinta-feira (31). Cientistas coletaram dados de 15.330 pessoas na Finlândia com idades entre 35 e 99 anos que sofreram de “eventos coronarianos agudos” entre 1993 e 2002. Pouco mais da metade dos pacientes morreram no período de 28 dias após o ataque. A equipe de pesquisadores descobriu que homens solteiros de todos os grupos etários eram de 58% a 66% mais propensos a sofrer um ataque cardíaco do que os casados. Para as mulheres, os benefícios matrimoniais foram até maiores: as solteiras demonstraram ser de 60% a 65% mais propensas a sofrer eventos coronarianos, escreveram os cientistas finlandeses no periódico “European Journal of Preventive Cardiology”. Para os dois gêneros, a vida conjugal também reduziu consideravelmente a mortalidade por ataque cardíaco. Homens solteiros foram de 60% a 168% mais propensos a morrer de um ataque cardíaco em 28 dias e as mulheres solteiras, de 71% e 175%, em comparação com os homens e mulheres casados. “Viver sozinho e não ser casado aumenta o risco de sofrer um ataque cardíaco e piora seus prognósticos, tanto para os homens quanto para as mulheres, independente da idade”, escreveram os estudiosos. “A maioria das mortes excedentes já se manifesta antes da hospitalização e não parece se relacionar com diferenças no tratamento.” Ao especular as razões para suas observações, os estudiosos afirmaram que as pessoas casadas devem ter rendas combinados maiores, hábitos mais saudáveis e uma rede de apoio mais ampla. “Deve-se entender que a ressuscitação ou o pedido de ajuda foi iniciada mais rápido e com mais frequência entre aqueles indivíduos casados ou que vivem juntos”, afirmaram os autores. Eles também não descartam os efeitos psicológicos da satisfação conjugal, explicou o principal autor da pesquisa, Aino Lammintausta, do Hospital Universitário de Turku. — Sabe-se que as pessoas solteiras são mais propensas a sofrer depressão e segundo um estudo anterior, a depressão parece ter um efeito adverso sobre as taxas de mortalidade cardiovascular. Segundo os cientistas, estudos anteriores sobre os benefícios do casamento para a saúde tinham dados incompletos sobre mulheres ou pessoas de mais idade. O novo estudo demonstrou que o casamento protege as mulheres até mais do que os homens de morrer de ataques cardíacos. A pesquisa incluiu pessoas de diferentes grupos raciais e origens sociais e as descobertas “podem, a grosso modo, ter sua aplicação cogitada em países ocidentais”, afirmou Lammintausta. Fonte: R7, 01 de fevereiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Subir escadas é tão benéfico para a saúde quanto se exercitar na academia
Próximo post
Como beber mais água durante o dia

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu