Níveis elevados de ozônio na atmosfera aumentam risco de parada cardíaca

pesquisa-procurou-ligacoes-entre-os-nivePesquisadores da Universidade Rice, em Houston, nos EUA, encontraram uma correlação direta entre a incidência de paradas cardíacas e os níveis de poluição do ar e ozônio. O estudo sugere que as partículas finas têm impacto direto sobre os casos de ataques cardíacos. Levando em conta que a American Lung Association classificou Houston como a oitava cidade nos Estados Unidos para os níveis de ozônio, a equipe de pesquisa decidiu verificar se há uma ligação entre os níveis de ozônio no ambiente e a parada cardíaca. Os autores analisaram dados de oito anos retirados da rede de monitoramento da qualidade do ar de Houston e mais de 11 mil paradas cardíacas fora de hospitais. Os resultados mostraram uma correlação positiva entre as paradas cardíacas e a exposição tanto às partículas finas (partículas menores que 2,5 microgramas suspensas no ar) e o ozônio. A equipe descobriu que um aumento médio diário em partículas de 6 microgramas por dia durante dois dias, aumenta o risco de parada cardíaca em 4,6%, com especial impacto sobre as pessoas com condições pré-existentes de saúde. O aumento do nível de ozônio foi semelhante, mas em uma escala de tempo mais curto. Cada aumento de 20 partes por bilhão em uma a três horas, também aumentou o risco parada cardíaca em 4,4%. Riscos relativos foram maiores para os homens, afro-americanos e pessoas com mais de 65 anos. Os pesquisadores também analisaram os efeitos do dióxido de azoto, dióxido de enxofre e os níveis de monóxido de carbono, nenhum dos quais mostrou impacto sobre a ocorrência de parada cardíaca fora do hospital. O trabalho deve ajudar o Serviço Médico de Emergência de Houston a afinar sua implantação de pessoal e equipamento e fornecer avisos precoces para as autoridades de saúde e do público quando o tempo e/ou incidentes garantam um alerta para níveis elevados de ozônio em áreas específicas. Fonte: Isaúde, 18 de  fevereiro de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Aprenda a tirar proveito do check-up
Próximo post
Bactérias encontradas no solo podem garantir o seu bom humor, afirma estudo

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.