Açúcar presente nos alimentos têm ligação direta com diabetes tipo 2

diabetes em alimentosPesquisadores da Universidade da California, nos EUA, descobriram que o açúcar presente em alimentos podem ter uma ligação direta e independente com o desenvolvimento de diabetes tipo 2. Os resultados contradizem a teoria de que comer muito de qualquer alimento, incluindo o açúcar, pode causar aumento de peso e que a obesidade resultante desse hábito é que predispõe as pessoas ao diabetes. Pesquisadores examinaram dados sobre a disponibilidade global de açúcar e as taxas de diabetes de 175 países durante a última década. Após a contabilização para a obesidade e uma grande variedade de outros fatores, eles descobriram que o aumento da oferta de açúcar nos alimentos foi associado a maiores taxas de diabetes, independentemente das taxas de obesidade. O estudo foi publicado na revista PLoS ONE. O estudo fornece a primeira evidência de base populacional em larga escala para a ideia de que nem todas as calorias são iguais do ponto de vista do risco de diabetes. “Foi uma surpresa. Nós não estamos diminuindo a importância da obesidade, mas estes dados sugerem que existem outros fatores que contribuem para o risco de diabetes, além da obesidade e ingestão total de calorias, com o açúcar parecendo desempenhar um papel proeminente”, afirma o autor principal Sanjay Basu. Especificamente, mais açúcar foi correlacionado com maior incidência de diabetes. Para cada 150 calorias adicionais de açúcar disponível por pessoa, por dia, a prevalência de diabetes na população subiu 1%, mesmo depois de controlar a obesidade, atividade física, outros tipos de calorias e variáveis econômicas e sociais. Em contraste, um adicional de 150 calorias, de qualquer tipo, causou um aumento de apenas 0,1% na taxa de diabetes da população. Segundo os pesquisadores, não só foi a disponibilidade de açúcar que se correlacionou com o risco de diabetes, mas quanto mais a população foi exposta ao excesso de açúcar, maior taxa de diabetes após o controle de obesidade e outros fatores. Além disso, as taxas de diabetes caiu ao longo do tempo quando a disponibilidade de açúcar caiu, independente de mudanças no consumo de calorias e atividades físicas ou taxas de obesidade. “Epidemiologia não pode diretamente provar a causa. Mas, em medicina, contamos com os postulados de Austin Bradford Hill para examinar associações de causalidade inferir, como fizemos com o tabagismo. Você expõe o sujeito a um agente, ele desenvolve a doença, você retira o agente, a pessoa melhora da doença, você re-expõe e a doença piora novamente. Este estudo satisfaz esses critérios, e coloca o açúcar com o papel principal”, explica o autor sênior Robert Lustig. O estudo A equipe utilizou dados da United Nations Food and Agricultural Organization para estimar a disponibilidade de alimentos diferentes nos 175 países analisados, bem como as estimativas da Fundação Internacional de Diabetes sobre a prevalência da doença entre os 20 a 79 anos de idade. Os pesquisadores empregaram novos métodos estatísticos derivados de econometria para controle de fatores que poderiam fornecer explicações alternativas para uma aparente ligação entre açúcar e diabetes, incluindo excesso de peso e obesidade; alimentos como fibras, carnes, cereais e óleos; calorias totais disponíveis por dia; comportamento sedentário, taxas de desenvolvimento econômico. De acordo Basu, mais estudos são necessários para examinar possíveis ligações entre diabetes e fontes de açúcar específicas, tais como xarope de milho ou sacarose, e também para avaliar a influência de alimentos específicos, tais como refrigerantes ou alimentos processados. Outro passo importante futuro é a realização de ensaios clínicos aleatórios que poderão afirmar uma ligação de causa e efeito entre o consumo de açúcar e diabetes. Fonte: Isaúde, 04 março de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Identificadas vias do cérebro que provocam alimentação compulsiva
Próximo post
Vitamina A: conheça sua importância para o corpo humano

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu