Saiba mais sobre a celulite

slide-celulite-05É na adolescência que ela costuma dar as caras. Daí para a frente, a celulite se torna a grande sabotadora das pernas femininas lisinhas. A procura por uma fórmula para combater o aspecto de casca de laranja leva a um troca-troca de informações, dando vazão a várias dicas. Mas como separar o que é fato do que é balela nesse assunto? A resposta está na ciência, interpretada por especialistas. A má notícia é que não há um jeito 100% eficaz de dar um fim à chateação. Mas existem maneiras de amenizá-la, principalmente se o tratamento começar logo depois dos primeiros sinais – e envolver mudança de hábitos. A tecnologia em favor da pele lisa É comum associar diferentes métodos para melhorar a eficácia do tratamento. Conheça os mais usados Ultrassom A carga de energia da máquina penetra até a hipoderme, a camada onde se concentram as células adiposas, e provoca a sua ruptura sem danificar as demais estruturas, como os vasos e os outros tecidos. Por isso a paciente não sente nenhum tipo de desconforto e pode voltar à vida normal em seguida. A gordura cai na circulação e é eliminada pela urina. É possível reduzir alguns centímetros em cada aplicação, mas somente depois de um mês dá para notar o efeito final. Radiofrequência Ao chegar à parte mais profunda da pele, ela age em duas frentes: ataca as células de gordura e aquece o colágeno, fazendo com que ele se remodele automaticamente. Assim, melhora a flacidez e a textura do tecido e ajuda a redefinir o contorno corporal. Como a radiofrequência estimula a fabricação de novas fibras de sustentação, notam-se resultados até seis meses depois da aplicação. O tratamento não provoca dor, apenas pode deixar a região tratada levemente avermelhada. Infravermelho + Radiofrequência + Massagem A máquina reúne três mecanismos de ação e, assim, garante melhores resultados. A massagem, feita por sucção e rolamento, age como uma drenagem linfática, combatendo a retenção de líquido soltando as traves fibrosas que repuxam a pele. Os raios infravermelhos contraem as fibras de colágeno, deixando a pele mais firme. A radiofrequência, por sua vez, penetra mais fundo e, além de agir contra a flacidez, acelera o metabolismo das células de gordura, fazendo com que elas fiquem menores. Carboxiterapia e subcisão Essas são terapias mais invasivas. A carboxiterapia consiste em injeções de dióxido de carbono, um gás que auxilia a circulação e a oxigenação dos tecidos. Já a subcisão é uma pequena cirurgia feita com anestesia local indicada para os quadros mais graves. Nesse caso, o médico corta as traves fibrosas, corrigindo as imperfeições. Esse procedimento rasga vasos sanguíneos, gerando um hematoma que dará origem a um novo tecido que ocupará o espaço onde estavam os buracos. A pílula anticoncepcional pode agravar as saliências “Ela costuma aumentar a retenção de líquidos, o que só piora a celulite”, diz a dermatologista Karla Assed, do Rio de Janeiro. “Além disso, todos os fatores que produzem alterações hormonais, como alguns métodos contraceptivos e a gravidez, têm influência”, acrescenta a dermatologista Ana Carolina Amaral, da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. Usar roupas apertadas e salto alto é roubada Qualquer hábito que atrapalhe a livre movimentação do sangue e, portanto, impeça a boa oxigenação das células tem a celulite como efeito a longo prazo. “Por isso, quem passa muito tempo sentada ou horas em pé, parada, corre ainda mais esse risco”, avisa a dermatologista Maria Paula Del Nero, de São Paulo. “O cigarro é outro agente que prejudica a circulação. Daí, tem sua parcela de culpa”, lembra Maria Paula. Beber pouca água deixa os furinhos mais evidentes “A baixa ingestão de líquidos faz com que a pele fique mais flácida, acentuando o problema”, alerta Karla Assed. Encher a cara com água favorece ainda a eliminação das toxinas. “O potássio, presente na banana e na batata, entre outros, também ajuda a desinchar”, dá a dica a nutricionista Paula Fernandes, da Sabor Integral Consultoria em Nutrição, em São Paulo. “Já o sal aumenta a retenção hídrica”, alerta. Refrigerante piora o quadro “A bebida em si não causa o mal, mas o açúcar que ela contém contribui para seu surgimento e agravamento”, afirma Karla Assed. E isso vale para tudo o que engorda. “Estudos mostram que uma dieta rica em gorduras e carboidratos aumenta a resistência dos vasos de pequeno porte, piorando a microcirculação”, conta a dermatologista Regina Schechtman, da Comissão de Ensino da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Já as fibras são bem-vindas, porque aumentam a saciedade e diminuem a absorção das gorduras no intestino. Os cremes costumam ser eficazes Depende da gravidade em que a celulite se encontra. “Quando já está mais severa, os cosméticos ajudarão pouco, mas, nos casos mais leves, a aparência da pele sai ganhando pela hidratação, pelo efeito mecânico dos movimentos durante a aplicação e pela ação dos seus ativos”, diz a dermatologista Erica Monteiro, da Universidade Federal de São Paulo. Por isso, o ideal é fazer uma massagem na hora de besuntar a pele, realizando movimentos circulares de baixo para cima. “Os produtos mais indicados são os que contam com ingredientes que promovem a quebra da gordura e aumentam a circulação local, auxiliando na drenagem dos líquidos, como o silício orgânico, o ginkgo biloba, o DMAE e a L-carnitina”, sugere Karla Assed. “O retinol e as metilxantinas – a cafeína, a teobromina e a teofilina – são comprovadamente eficazes contra o problema”, arremata Regina Schechtman. Mas não se esqueça: o produto deve ser aplicado diariamente. A drenagem linfática é bem-vinda De fato ela é boa parceira. “A técnica auxilia na circulação, no escoamento dos líquidos que se acumulam no corpo, especialmente nos membros inferiores, e na retirada das toxinas do organismo”, explica Karla Assed. Agendar duas sessões semanais e fazer pelo menos dez já é um bom começo. “Só é importante que o médico avalie a paciente e prescreva a frequência e a quantidade ideal para cada caso”, pondera Ana Carolina Amaral. A massagem modeladora associada à drenagem é outra ótima opção para livrar a pele dos indesejados nós. “Ela mobiliza a gordura, ativando a circulação e amenizando a fibrose provocada pela celulite”, explica Ana Paula Del Nero. Praticar exercícios é imprescindível no combate ao problema Isso é inegável. Colocar o corpo para se movimentar é um dos passos mais importantes para quem quer amenizar o aspecto de queijo suíço. E, como a superfície irregular fica mais evidente com o aumento do tecido gorduroso, qualquer tipo de atividade física é benéfica, já que atua para baixar o ponteiro da balança, melhora a circulação e ainda deixa o metabolismo mais acelerado. “O correto é associar os aeróbicos, como a caminhada e a natação, e a musculação ou a ginástica localizada”, aconselha Erica Monteiro. Os primeiros são os mais eficientes para emagrecer e fazem com que o oxigênio chegue com mais eficácia a todas as células do corpo. Já os exercícios de força melhoram o contorno corporal e deixam os músculos mais firmes, garantindo melhor sustentação à pele. Entenda por que surgem as famigeradas depressões na pele: O estrogênio, hormônio sexual feminino, provoca a retenção de líquido entre as células de gordura, os chamados adipócitos. Sem a devida oxigenação e sem conseguir eliminar suas toxinas, eles têm o metabolismo alterado e ficam mais inchados. Os adipócitos inchados se agrupam e formam os nódulos. Esses, por sua vez, se prendem às fibras, que se enrijecem e repuxam a pele. Fonte: Saúde Abril, 13 de março de 2013]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Viver em ambientes frios aumenta expectativa de vida
Próximo post
Pressão alta, diabetes e obesidade podem ser sinais de alerta para doença renal

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.