Exercício aeróbico pode reparar danos cerebrais causados pelo álcool

O exercício aeróbico pode ajudar a prevenir e, talvez, até mesmo reverter alguns dos danos do cérebro associados ao consumo excessivo de álcool, de acordo com estudo da Universidade de Colorado Boulder, nos EUA.

Os resultados indicam que o exercício aeróbico regular, como caminhar, correr ou andar de bicicleta está associado com menos danos à “matéria branca” do cérebro entre usuários pesados de álcool.

A substância branca, juntamente com a matéria cinzenta, são dois componentes físicos principais do órgão. Substância branca é composta por feixes de células nervosas que atuam como linhas de transmissão para facilitar a comunicação entre as várias partes do cérebro.

 

“Descobrimos que as pessoas que bebem muito e praticam muito exercício físico, não houve forte relação entre álcool e substância branca. Mas para as pessoas que bebem muito e não fazem exercício, nosso estudo mostrou que a integridade da substância branca está comprometida em várias áreas do cérebro. Basicamente, significa que a matéria branca não está enviando mensagens entre as áreas do cérebro tão eficientemente como normal”, explica a autora do estudo Hollis Karoly.

O trabalho foi publicado na revista Alcoholism: Clinical & Experimental Research.

 

Segundo os pesquisadores, o estudo é preliminar, mas promissor. “Do meu ponto de vista, a principal constatação é a possibilidade de que o exercício pode ser capaz de ou proteger ou reverter alguns dos danos que o uso pesado de álcool causa no cérebro”, afirma a coautora Angela Bryan.

A equipe avaliou 60 pessoas, 37 homens e 23 mulheres, que vão desde bebedores moderados a bebedores pesados e que foram retirados de um maior número de pessoas em estudo para o álcool e as questões de nicotina.

Os participantes do estudo realizaram um teste padrão escrito conhecido como o Alcohol Use Disorders Identification Test, usado para detectar o consumo perigoso ou nocivo de álcool. Os participantes também auto-relataram seus sucessos ou fracassos na tentativa de controlar o consumo, bem como a quantidade de exercício que eles estavam praticando.

Cada um dos participantes fez um teste modificado de MRI conhecido como tensor de difusão, ou DTI. As imagens permitiram aos pesquisadores rastrear a posição e orientação das moléculas viajando paralelamente à axônios, ou fibras nervosas, na substância branca. DTI permite aos pesquisadores observar a orientação dos axônios, diferentes cores representavam diferentes direções de viagem, fornecendo informações valiosas sobre a comunicação do cérebro.

A equipe olhou para várias partes do cérebro, incluindo a cápsula externa, uma coleção de fibras de substância branca que ligam as diferentes camadas do cérebro. Eles também verificaram o fascículo longitudinal superior, dois longos feixes de neurônios que ligam as partes da frente e de trás do cérebro, que é a maior parte do cérebro e acredita-se ser o lugar de origem do pensamento, percepção, julgamento, tomada de fazer e imaginação.

“O que nossos dados sugerem é que, além de simplesmente dar às pessoas uma saída diferente para os desejos ou impulsos para o álcool, o exercício pode também ajudar a reparar o dano que pode ter sido causado no cérebro. Pode até ser uma abordagem de tratamento mais promissor para os problemas do álcool, porque é ao mesmo tempo um tratamento comportamental e um tratamento que tem o potencial de tornar o cérebro mais saudável. Quanto mais saudável o cérebro, mais provável que uma pessoa com problemas de álcool se recupere”, conclui Bryan.:

Fonte: R7.com

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Dieta mediterrânea faz bem à saúde e reduz o risco de doenças do coração
Próximo post
Um copo de suco de beterraba por dia pode ajudar a reduzir a pressão, sugere estudo

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu