Fraqueza pode ser sinal de anemia, problemas hormonais ou depressão

imagesSentir-se fraco por dormir mal ou não comer direito é normal, mas a fraqueza pode ser também sintoma de problemas de saúde mais sérios, como anemia, problemas hormonais ou até mesmo depressão, como explicou o endocrinologista Alfredo Halpern. Porém, apesar de todas essas causas possíveis, a fraqueza é mais comumente provocada por problemas difíceis de serem diagnosticados através de exames, como pouco tempo de lazer e descanso, estresse e preocupações do dia a dia. De acordo com a clínica geral Dulce Pereira de Brito, todos esses fatores podem consumir as energias do paciente e deixá-lo fraco – por isso, ao ouvir a queixa de fraqueza, o médico deve fazer uma longa investigação para descobrir o motivo. Em relação à alimentação, os maus hábitos podem deixar o paciente com falta de algum nutriente importante para a saúde, como glicose, ferro, vitamina B 12 ou até mesmo água. No caso da deficiência de ferro ou vitamina B 12, pode ocorrer a anemia, que dá, além da fraqueza, também palidez, unhas fracas e falta de ar diante de pequenos esforços. Por causa da menstruação, quando a perda de sangue é mais intensa, a anemia é mais comum nas mulheres. Por isso, manter uma dieta equilibrada, com frutas, legumes, verduras, carboidratos e proteínas, é essencial para manter-se forte, disposto e saudável, como recomendou o endocrinologista Alfredo Halpern. Há também a necessidade de beber muita água, para evitar desidratação, tontura e fraqueza – a dica é ingerir também frutas que podem hidratar o corpo, como maçã, laranja, tangerina e melancia. Em relação à depressão, a fraqueza pode acontecer por que o nível de serotonina, hormônio que dá bem-estar, fica baixo no corpo e no cérebro – é como se a região responsável por deixar o paciente animado estivesse desativada. Para identificar o começo da depressão, é importante perceber se, nos últimos 15 dias, a pessoa tem se sentido fraca e desanimada e se tem perdido o prazer em realizar atividades que costumava gostar. Nesse caso, além de ter bons hábitos alimentares, é importante também praticar atividade física, que dá disposição e prazer por causa da liberação de endorfina, hormônio que combate a dor. Por isso, os exercícios são extremamente eficientes não só para quem tem depressão, mas também para quem está apenas triste, especialmente se forem feitos pela manhã. Há ainda a possibilidade de a fraqueza estar relacionada a problemas hormonais, já que os hormônios são essenciais para desempenhar funções metabólicas. Por exemplo, a falta de testosterona nos homens, de estrogênio nas mulheres e também dos hormônios da tireóide podem deixar o paciente apático, sonolento e até mesmo favorecer o ganho de peso, como explicou o endocrinologista Alfredo Halpern. Se a fraqueza estiver relacionada a problemas do sono, é importante saber também o que pode estar afetando a pessoa na hora de dormir. Por exemplo, apneia, insônia ou até mesmo a síndrome das pernas inquietas podem atrapalhar o sono e dificultar que o corpo ganhe forças para o dia seguinte. Fonte: Bem Estar]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Mulher que toma pílula e fuma tem 40 vezes mais chances de ter infarto
Próximo post
O café que você toma é saudável?

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu