Casos de gripe, rinite e pneumonia aumentam com tempo seco e frio, alerta especialista

13_09_28_849_fileNessa época do ano, com o tempo mais seco e frio, é comum que crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas fiquem mais suscetíveis as doenças respiratórias infecciosas, inflamatórias e alérgicas transmitidas pelo ar. Entre as causas está o fato de as pessoas ficarem cada vez mais próximas e em ambientes fechados, além da baixa umidade do ar típica da estação. De acordo com a pneumologista pediátrica, Beatriz Barbisan, do departamento de Pneumologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), o paciente está predisposto a contrair resfriado, gripe, sinusite, otite (inflamação no ouvido) e, até mesmo, pneumonia viral. — O clima frio pode causar a queda da defesa do organismo, causando essa epidemia de infecções virais e bacterianas. Além dessas, também são desencadeadas a asma e a rinite, doenças de fundo alérgico. Dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) apontam que 30% da população mundial sofre com algum tipo de alergia respiratória.  O problema pode ser evidenciado por coceiras no nariz e espirros constantes.  Já nos quadros de gripe e resfriado, os sintomas mais comuns são tosse, espirros, coriza, febre e mal-estar. — Os quadros de alergias são desencadeados por ácaros, mofos e substâncias presentes na poeira doméstica, fumaça de cigarro, poluição do ar e cheiros fortes. Enquanto que os agentes causadores da gripe e resfriado são os vírus, as doenças alérgicas podem ocorrer por fatores genéticos, ou seja, a pessoa nasce com essa predisposição à alergia. No primeiro caso, é importante não confundir os sintomas que, apesar de semelhantes, são causadas por vírus diferentes (confira quadro abaixo). Para quadros de gripe, a vacinação é o procedimento mais eficaz de prevenção. Além dessa, a pneumologista recomenda não ficar em lugares fechados, lavar as mãos, consumir mais líquidos e umidificar o ambiente, assim, evita as irritações nasais e a chance de obter uma doença alérgica. Para combater as alergias causadas por agentes poluidores e ácaros é importante: — Forrar colchões e travesseiros (principais focos de ácaros) com capas especiais anti-ácaros — Manter a casa e, principalmente o quarto, limpos e arejados. Evitar bichinhos de pelúcia, almofadas, cortinas pesadas, pois acumulam pó e são mais difíceis de serem lavados — Lavar blusas de lã, casacos e jaquetas que estejam no armário há meses, antes de utilizá-los — Para se remover o pó dos móveis, evitar o uso do espanador, uma vez que ele apenas muda o pó de lugar. Preferir um pano úmido — Aplicar produtos específicos para controle dos ácaros em carpetes, tapetes e cortinas. Fonte: R7]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Combate à celulite em menos tempo com mais resultado
Próximo post
'Cigarro causa mais câncer em mulheres'

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu