Dor nas costas atinge 80% das pessoas em algum momento da vida

Software-for-Chiropractors-300x399A coluna humana tem 33 vértebras. São 33 ossinhos, e ali no meio passa a medula – o grande canal de comunicação entre o cérebro e o corpo. É uma estrutura muito sensível, cheia de músculos, nervos e discos, e é por isso que a dor nas costas é tão comum – especialistas afirmam que 80% das pessoas vão sofrer com o problema alguma vez na vida. O ortopedista Luiz Batata e a fisioterapeuta Laura Proença esclareceram as principais causas para a dor e deram dicas para tratá-lo. Laura, inclusive, é instrutora de pilates, um exercício usado para tratar o problema. O pilates é um conjunto de exercícios em aparelhos específicos e mistura técnicas ocidentais e orientais. Seu foco é desenvolver a força e a flexibilidade, e funciona porque fortalece o core, o conjunto de músculos que seguram a coluna – e isso impede que ela seja sobrecarregada. A atividade está ficando cada vez mais acessível. O ideal é que as aulas sejam sem rodízio de aparelhos e no máximo em dupla, pois envolvem atenção total do instrutor à realização dos movimentos, que não podem ser muito diferentes.  Os aparelhos mais usados são trapézio, barril, carrinho e cadeira, além de bolas, faixas e elásticos. Além de fortalecer a musculatura do tronco, é preciso ter atenção para não sobrecarregar as costas no dia-a-dia. O primeiro passo é se manter em boa forma. Se uma pessoa fica dez quilos acima do peso ideal, aumenta em 25% o risco de sofrer de dor nas costas. Outro tradicional vilão da medicina que também vale para as costas é o cigarro. O fumo reduz a irrigação dos vasos nos discos vertebrais que protegem a coluna e faz com que eles percam a maleabilidade. A postura também é importantíssima para as costas. Ao dormir, a melhor posição é dormir de lado, com travesseiros para manter a cabeça na mesma linha do ombro No computador, a posição ideal é com os ombros abaixados, a lombar no encosto, os dois pés no chão ou em um apoio e olhos na altura do monitor. E o ideal é mudar de posição a cada uma hora, pois os músculos relaxam aos poucos, deixando a coluna desprotegida. Os profissionais que mais sofrem dor nas costas são exatamente os que têm que se esforçar em posições que não são muito naturais ao ser humano e não conseguem fazer essa adaptação: dentistas, desenhistas em prancheta, operadores de computadores, motoristas, cirurgiões e trabalhadores de escritórios. Fonte: Bem Estar]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Sono desregulado provoca mais enxaqueca, revela estudo norte-americano
Próximo post
Excesso de bebida no fim de semana pode causar danos duradouros ao fígado

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.