Tonalizante é menos agressivo para o cabelo do que a coloração; veja dicas

437079-como-passar-tonalizante-nos-cabelosColorir ou tonalizar? Qual a melhor opção para disfarçar os fios brancos ou mudar a cor do cabelo? A dermatologista Márcia Purceli e a cabeleira Jô Nascimento explicaram que o tonalizante é menos agressivo do que a coloração porque não tem amônia e possui baixa concentração de água oxigenada. Por isso, as cutículas dos fios ficam pouco abertas e impedem que o produto penetre – mas é bom lembrar que o tonalizante não colore os fios, apenas muda o tom da cor. No caso da coloração, no entanto, a amônia presente em alguns produtos abre bastante as cutículas e, por isso, o cabelo fica tão ressecado e quebradiço. Segundo a cabeleireira Jô Nascimento, é importante, portanto, tomar todos os cuidados necessários na hora de colorir os fios para evitar danos que podem ser irreversíveis. Há ainda a opção de fazer mechas no cabelo, um clareamento em uma região apenas. De acordo com a cabeleireira Jô Nascimento, esse clareamento retira o pigmento do cabelo e cria fissuras no fio, que precisam cicatrizar. Essa cicatrização deve ser feita com cremes e óleos – por isso, é tão importante fazer hidratação logo depois da coloração. A especialista alerta também que não é indicado fazer mechas em casa porque a falta de orientação pode causar danos aos fios – a dica é procurar um profissional de confiança. Um dos fatores positivos das mechas é que elas podem disfarçar, por exemplo, o cabelo branco. Porém, quando não dá mais para disfarçá-los, a cabeleireira Jô Nascimento recomenda mechas tridimensionais, que misturam cor clara, escura e intermediária. Caso a pessoa tenha muitos fios brancos, ela deve optar pela coloração e deve retocar a cada 30 dias – sempre com os cuidados necessários. Segundo a dermatologista Márcia Purceli, os fios brancos costumam aparecer principalmente por causa do envelhecimento, mas fatores como estresse, depressão e má alimentação também podem contribuir. Por isso, para ter um cabelo saudável, é importante fazer algumas mudanças de hábitos, especialmente na dieta. Colori e não gostei. E agora? A repórter Marina Araújo mostrou a história da estudante Tayana Gomes, que já tingiu o cabelo várias vezes e os fios ficaram extremamente ressecados e quebradiços (veja no vídeo ao lado). Depois de tantas tentativas, ela resolveu pedir ajuda do cabeleireiro Julio Crepaldi para reconstruir e recuperar os fios. Segundo a cabeleireira Jô Nascimento, para devolver a saúde para o cabelo, são feitos tratamentos reconstrutores com gel ou cremes. Porém, ela alerta que a prevenção é ainda mais importante e, por isso, é essencial fazer hidratação uma vez por semana. Caso o cabelo esteja muito destruído, a pessoa deve, no entanto, ir ao cabeleireiro para fazer o tratamento com ajuda profissional. Como colorir o cabelo em casa? Segundo a cabeleireira Jô Nascimento, é importante deixar o cabelo sem lavar por, pelo menos, um dia antes de aplicar a coloração em casa. Isso porque, quando os fios estão sujos, eles ficam mais oleosos e essa oleosidade pode proteger o couro cabeludo. Porém, é preciso tomar cuidado porque caso a pessoa deixe o cabelo sem lavar por, por exemplo, dois dias ou mais, o cabelo pode ficar mais oleoso do que o necessário e a coloração pode não pegar. É importante também aplicar vaselina sólida na testa para protegê-la. Ao aplicar o produto, é fundamental respeitar o tempo de ação prescrito no rótulo do produto – se diz para deixar por 40 minutos, por exemplo, é esse o prazo; deixar mais não vai fazer a coloração pegar mais nos fios. Para quem quer alisar também os fios, a dica é alisar primeiro e só depois colori-los. A dermatologista Márcia Purceli alerta que é preciso observar também se o produto causa alguma reação, como ardor ou coceira e vermelhidão – nesses casos, a dica é lavar imediatamente a região. Depois de sofrer algum tipo de efeito, a pessoa não deve insistir no uso da mesma coloração e deve recorrer aos produtos específicos para alérgicos. Fonte: Bem Estar]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
“Dor nas costas pode indicar a presença de várias doenças”, alerta médico
Próximo post
Barriga de chope pode causar osteoporose

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.