Varizes são comuns em jovens e salto alto ajuda a prevenir, diz especialista

salto-alto-e-varizesQuem imagina que varizes aparecem apenas em quem tem mais idade, está enganado. Essa alteração funcional da circulação sanguínea, que deixa as veias tortuosas e inchadas, é mais frequente entre pessoas 20 e 50 anos, especialmente em mulheres. De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, Ivanésio Merlo, como na maioria dos casos, as varizes aparecem em quem tem disposição genética, não há comprovação médica de que certos hábitos como usar calça apertada, vão provocar a varizes. — Podemos dizer que existem situações que favorecem o aparecimento das varizes, como a gestação, a obesidade, a sobrecarga hormonal, como no uso de anticoncepcionais e na época da menopausa, a reposição hormonal. Mas se a pessoa não tem o componente genético para desenvolver as varizes, ela provavelmente não terá esta alteração. Para quem tem essa disposição e quase não tem como fugir das varizes, o especialista afirma que o salto alto é um bom aliado na prevenção. — Essa história de que salto dar varizes é mito. Na verdade, é ao contrário, quanto maior o salto alto, melhor o retorno venoso [vasos que levam o sangue que do corpo para o coração]. O salto favorece a circulação de retorno [por causa da posição que fica a perna]. As varizes, que podem aparecer nas pernas, no rosto e até na região mamária, costumam ser mais frequentes em mulheres. Porém, os homens também não poderão fugir do problema, já que esta alteração nas veias é genética. — Um homem a cada quatro mulheres tem varizes.  A diferença entre os dois grupos é que os homens procuram menos o tratamento porque expõem menos a perna, geralmente andam de calça cumprida. Tem menos apelo estético que a mulher. Além da questão estética, as varizes é também uma questão de saúde, segundo Merlo. — Além do aspecto ruim na pele, elas incham, provocam dor, queimação e a sensação de pernas pesadas. Além disso, veias grossas sempre tem potencial para desenvolver a trombose [formação de um coágulo de sangue em uma veia, que irá bloquear o fluxo e poderá causar dor]. Apesar da maioria das varizes serem do tipo “primário”, que aparecem por herança genética e são menores, há também as do tipo “secundário” que são provenientes de doenças da circulação dos membros inferiores. Por isso, é bom ficar atento, segundo o especialista. — Varizes deste tipo são provenientes de doenças da circulação dos membros inferiores. A pessoa tem trombose ou uma obstrução venosa que desenvolveu varizes. Uma coisa está ligada na outra. Ivanésio Merlo explica que há três níveis diferentes de varizes. As microvarizes, espécie de “aranha na região da perna”. As reticulares são um pouco maiores do que estas. E a ultima categoria são as varizes mais grossas e volumosas que chegam a formar caroços no corpo. — Nestes casos mais graves, tem que ser feito cirurgia. De acordo com o médico, quem foge das operações, há alternativas “bastante efetivas”, como aplicação de produto que seca o vaso com injeções ou a laser. — Existem produtos hoje para tratar de varizes mais grossas que dão bom resultado. Mas às vezes injetar um produto em uma veia mais grossa, pode escurecer a perna da pessoa e esteticamente pode não fica tão boa quanto uma cirurgia. Depende de quem vai usar. As vezes, uma pessoa mais idosa que já tem a perna escurecida e não está preocupada com isso, a aplicação por injeções é uma solução. O presidente da sociedade ainda explica que, em geral, com seis sessões de aplicação já é possível eliminar as varizes. — A única recomendação destes tratamentos é que após passar por uma cirurgia o paciente evite tomar sol por pelo menos um mês. Nas aplicações não há problema. As aplicações custam em média de R$ 100 a R$ 300. Já a cirurgia particular pode custar de R$ 5.000 a R$ 16 mil. Alguns convênios médicos oferecem estes procedimentos. Fonte:R7]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Consumo combinado de tomate e soja previne câncer de próstata
Próximo post
Pais que limpam chupeta dos filhos com saliva protegem crianças de alergias

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu