Joanete é herdado geneticamente, sugere estudo

joaneteUm estudo conduzido nos Estados Unidos constatou que o risco de desenvolver joanetes — espécie de calo na parte externa do dedão do pé — está ligado à genética dos pacientes e não aos sapatos. O Framingham Foot Study colheu dados de 1.370 adultos e observou a tendência de a deformidade estar ligada a um histórico familiar. Segundo os autores do estudo, a descoberta indica que as pessoas podem ter uma predisposição genética à formação dos joanetes. Os podólogos britânicos afirmam que o estudo embasa a visão de que os sapatos ajudam a piorar o problema, mas não seus causadores. O principal sinal do joanete ocorre quando o dedão “aponta” em direção aos outros dedos do pé, forçando o osso para fora, o primeiro metatarso. Essa mudança no formato do pé pode causar inchaço e dor. As mulheres apresentam maior incidência da patologia, o que alimentou a visão de que os culpados pelos joanetes eram sapatos de saltos alto ou outros tipos de calçados pouco confortáveis. Mas embora o seu uso possa exacerbar os sintomas — porque tais calçados friccionam os joanetes e causam dor ou bolhas — estão longe de serem os causadores do problema. Formato do pé O estudo, conduzido entre 2002 e 2008, colheu depoimentos de pessoas com reclamações constantes nos pés, incluindo joanetes e dedos do pé em martelo, e observaram a incidência das mesmas condições em seus familiares próximos. O resultado comprovou a tese de que há uma correlação entre a genética e o aparecimento de joanetes, em homens e mulheres de todas as idades, mas particularmente em mulheres. Segundo Marian T. Hannan, responsável pelo estudo, “as novas descobertas destacam a importância de aprofundar o nosso entendimento do que causa uma maior susceptibilidade à essas condições podológicas, uma vez que o conhecimento dos motivos levam em última análise à profilaxia”. Para o especialista Richard Handford, da entidade britânica Society of Chiropodists and Podiatrists, os pacientes que sofrem com os joanetes precisam ter maior cautela com a escolha dos sapatos. “Trata-se de uma deformidade do osso. Portanto, pacientes que apresentam tais condições não devem tentar enfiar qualquer sapato nos pés custe o que custar”, afirmou. “Acima de tudo, é preciso usar um sapato confortável”. Fonte: G1]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Estresse no trabalho pode aumentar colesterol "ruim", diz estudo
Próximo post
Novos tratamentos prometem eliminar papada e até acabar com o suor

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu