Induzir o trabalho de parto aumenta risco de autismo nos bebês

inducao-do-parto-beneficia-mulheres-com-Mulheres grávidas que precisam utilizar medicamentos para induzir ou acelerar o trabalho de parto têm maior risco de terem filhos com autismo, especialmente se o bebê é do sexo masculino. É o que mostra pesquisa realizada na Universidade de Michigan e da Universidade Duke, nos EUA. Os resultados, publicados no JAMA Pediatrics, não provam causa e efeito, mas sugerem a necessidade de mais pesquisas, especialmente porque a indução do parto tem sido adotada com mais frequência nos últimos anos. A indução do parto beneficia mulheres com problemas de saúde que representam um risco para elas e seus filhos. Estimular as contrações antes do início do trabalho de parto espontâneo e aumentar a força, duração ou frequência das contrações durante o parto evitam complicações, inclusive natimorto. Neste estudo, os pesquisadores analisaram os registros de todos os nascimentos na Carolina do Norte durante um período de oito anos e combinaram 625.042 nascimentos com correspondentes registros de escolas públicas, o que indica se as crianças foram diagnosticadas com autismo. O estudo mostrou que 13 em cada 1 mil meninos nascidos, e quatro em cada 1 mil meninas, desenvolveram autismo. No entanto, a taxa foi um terço maior nos meninos quando a mãe precisou de drogas para induzir ou auxiliar o parto. Segundo Simon Gregory, da Universidade Duke, houve uma grande quantidade de evidências conflitantes sobre o autismo e a indução do parto, mas este estudo foi o maior a olhar para o problema. Os cientistas que realizaram este estudo ressaltam que mais pesquisas são necessárias antes que quaisquer conclusões possam ser tiradas. Fonte: ISaúde]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Seis em cada 10 brasileiros têm risco de desenvolver diabetes
Próximo post
Cura da tuberculose exige seis meses de tratamento sem interrupção

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu