Cigarro está associado a 26% das mortes por todos os tipos de câncer

fumanteO câncer é uma doença que pode ser evitada, tratada e, principalmente, curada – quanto antes for feito o diagnóstico, maior a chance de cura. Segundo uma pesquisa feita em abril deste ano, 1,7 milhão de casos de câncer serão detectados no Brasil até 2030 e mais de 1 milhão de mortes ocorrerão anualmente – por isso, é importante tomar alguns cuidados de prevenção, como alertaram o cirurgião do aparelho digestivo Fábio Atui e o oncologista Carlos Barrios. O primeiro alerta vai para o estilo de vida – fumar, por exemplo, é um dos principais fatores de risco e está associado a 26% das mortes por todos os tipos de câncer e a 84% das mortes por câncer de pulmão. No entanto, vale lembrar que além do câncer de pulmão, o cigarro também pode aumentar as chances de câncer bucal, laríngeo, faríngeo, esofágico, hepático, pancreático, gástrico, renal, vesical, do colo do útero, intestinal e de mama. Fora largar o tabagismo, é importante ainda se preocupar com o excesso de peso já que a obesidade está relacionada ao câncer colorretal, renal, da vesícular biliar, de mama e endométrio. Por isso, manter uma dieta rica em frutas, verduras e fibras e restrita em carnes vermelhas e processadas é um dos fatores essenciais na prevenção. Além disso, é importante manter uma rotina regular de atividade física para manter o peso saudável, fatores associados ao baixo risco de câncer. Segundo os médicos, vale lembrar a importância de se proteger durante a relação sexual e evitar o compartilhamento de objetos cortantes, como alicates, barbeadores e pinças, hábitos que evitam os vírus HIV e da hepatite C, que podem levar ao câncer. No caso das mulheres, inclusive, é preciso ter a preocupação com a realização de alguns exames, como a mamografia, que pode rastrear e evitar que o câncer de mama evolua para o óbito, e também com o Papanicolau, que reduz o risco de complicações porque diagnostica precocemente o câncer de útero. O cirurgião Fábio Atui lembra, no entanto, que exames de sangue oculto e colonoscopia também são importantes para evitar que problemas no intestino cheguem a quadros mais graves. Alguns tratamentos também podem ajudar a prevenir cânceres e complicações causadas por eles, como mostrou a reportagem da Marina Araújo. Por exemplo, a radioterapia consegue impedir que a região do corpo próxima ao tumor seja afetada – segundo o radio-oncologista Robson Ferrigno, esse procedimento aumentou as chances de cura e diminuiu os efeitos colaterais. Porém, no caso da quimioterapia, técnica que utiliza drogas para atacar a célula tumoral, existem alguns efeitos colaterais, como a queda de cabelo, por exemplo. De acordo com o oncologista Fernando Maluf, esse tratamento consegue, em 90% dos casos, diminuir a doença de forma significativa e mantê-la controlada em muitos pacientes por anos. Por último, existe a imunoterapia, que aumenta a potência do sistema imunológico do paciente para que ele se defenda melhor contra o câncer. No entanto, como lembrou o cirurgião Fábio Atui, existem tratamentos que podem prevenir o câncer, como o feito contra a bactéria H. pylori, associada ao câncer gástrico. Por isso, o remédio contra essa bactéria reduz muito o risco da doença nessas regiões do corpo, assim como o tratamento para hepatites, por exemplo. Porém, no caso da hepatite B, há ainda a opção de vacina – as hepatites virais são as causas primárias do câncer hepático e, por isso, manter-se vacinado é uma maneira de se proteger. O mesmo vale para o HPV, que causa câncer do colo do útero, de vagina, vulva, ânus e pênis – nesse caso, a vacina apresenta ótimos resultados de prevenção e, no Brasil, será ofertada gratuitamente para meninas. Fonte: Bem Estar]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Cura da tuberculose exige seis meses de tratamento sem interrupção
Próximo post
Consumo elevado de café prejudica a saúde de pessoas com menos de 55 anos

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.