Cirurgia de catarata pode aumentar tempo de vida em 40%

polarPessoas com perda de visão relacionada à catarata que realizaram a cirurgia para melhorar a sua visão podem viver 40% mais tempo do que aqueles com a mesma deficiência visual, que não realizaram a cirurgia. A pesquisa foi elaborada a partir de dados recolhidos no Blue Mountains Eye Study, estudo de base populacional sobre problemas oculares comuns à população mais velha realizado na Austrália. Um total de 354 pessoas com idades acima de 49 anos e com diagnóstico de deficiência visual realcionadas à catarata foram avaliados entre 1992 e 2007. Foram realizados ajustes para idade e sexo, bem como uma série de fatores de risco de mortalidade, incluindo a hipertensão, diabetes, tabagismo, doença cardiovascular, índice de massa corporal e as medidas de fragilidade e comorbidades. As visitas de acompanhamento ocorreram após cinco e dez anos a partir do exame inicial. Pesquisas anteriores já haviam indicado que as pessoas idosas com deficiência visual eram susceptíveis a um maior risco de mortalidade do que seus pares de idade com visão normal, e que a cirurgia de catarata pode reduzir este risco. Nossa descoberta complementa as associações documentadas anteriormente entre deficiência visual e aumento da mortalidade entre as pessoas mais velhas. Isso mostra aos oftalmologistas que a correção dos problemas visuais em pacientes com deficiências relacionadas à catarata tem impactos importantes na saúde em geral,” disse Jin Jie Wang, do Westmead Millennium Intitute. Segundo os pesquisadores a associação entre deficiência visual realacionada com a catarata e o risco de mortalidade reduzida ainda não foi claramente compreendida, mas os fatores plausíveis podem incluir melhorias na saúde física e bem-estar, otimismo, maior confiança associada com a vida independente após a melhora da visão, bem como uma maior capacidade de seguir a prescrição de medicamentos. Wang observou que uma limitação do estudo é que os participantes com este tipo de deficiencia visual que não tiveram a cirurgia de catarata poderiam ter outros problemas de saúde que os impediram de passar por uma cirurgia, e que esses outros problemas de saúde explicariam em parte a pior sobrevida entre participantes não-cirúrgicos. Esta questão será abordada pelos pesquisadores em um novo estudo. Fonte: ISaúde]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Comissão Europeia admite benefícios do chocolate à saúde
Próximo post
Proteína relacionada ao estresse acelera a progressão do Alzheimer

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu