Se controle! Depressão e estresse aumentam o risco de infarto em mulheres

11_38_03_122_fileBom dia! Você se enquadra no perfil de mulher moderna? Além de estar com a agenda profissional lotada de compromissos ainda precisa se preocupar com as responsabilidades dentro de casa e com os filhos? Então, saiba que os fatores emocionais somados aos conflitos do dia a dia podem ser uma combinação tão venenosa para o coração quanto cigarro, diabetes ou obesidade. De acordo com a cardiologista Bianca Maria Prezepiorski, do Hospital Cardiológico Costantini, os sintomas de que algo não vai bem são sutis. — A mulher pode sentir dor no peito, falta de ar, formigamento nas mãos e visão turva. Nesse momento, é importante procurar o médico e não adiar a ida a uma especialista. Principal causa de morte entre as brasileiras, o infarto faz mais vítimas do que o câncer de mama. A boa notícia, alerta a médica, é que medidas simples como prática de exercícios ou atividades relaxantes, além de check up anual ajudam a manter longe a possibilidade de um infarto. — Yoga, meditação, pintura, dança, coisas que relaxem a mente são muito importante para combater o estresse como fator de risco. A prática de exercícios é fundamental, pois ajuda a queimar a adrenalina acumulada por conta do estresse. Fonte: R7]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Labirintite: sintomas e tratamentos
Próximo post
Infarto em mulheres pode ser confundido com ansiedade, diz estudo

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu