Alimentação correta durante a gravidez

A gestação é um momento de excessivos cuidados e preocupações para a mulher. Todo cuidado é pouco quando se trata de gravidez, principalmente quando o assunto é alimentação. Durante a gestação o importante não é comer por dois, como a maioria diz, e sim manter uma alimentação saudável e equilibrada.

A nutricionista do Hospital Daher, Gianna Rosa, tirou algumas dúvidas sobre os cuidados necessários para uma boa alimentação no período gestacional. Ela afirma que durante este período é essencial o consumo de todos os tipos de macronutrientes de boa qualidade, são eles: Carboidratos – preferencialmente os integrais, como pães e massas; Proteínas – de preferência carnes brancas, leites e derivados desnatados; Lipídeos – ricos em ômega 3 e 6; e Micronutrientes – vitaminas, minerais presentes nas frutas, legumes e verduras. É recomendado que gestantes evitem o consumo de doces, carboidratos refinados e gorduras saturadas.

É normal que durante a gravidez a mulher sinta fome a toda hora, e por isso acabam comendo mais do que o necessário. Por outro lado, há um grupo de mulheres que por medo de adquirir quilos a mais faz inúmeras dietas e diminui as principais refeições, o que acaba prejudicando a saúde do bebê e da mãe. A gestante deve se alimentar de forma saudável de três em três horas e em pequenas porções, e não é necessário comer sempre que sinta fome, pois esta necessidade por vezes pode ser apenas gula. É preciso saber distinguir cada necessidade e desejo. “Não é recomendado um grande consumo de produtos lights, diante dos cuidados com o peso, e sim a ingestão de alimentos saudáveis, ricos em fibras, vitaminas e minerais. Também é recomendado evitar ao máximo o consumo de alimentos industrializados”, alerta Gianna Rosa.

Existem algumas dúvidas que rondam a vida alimentar das gestantes, e uma das principais é o consumo de alimentos crus, como comida japonesa. Durante o preparo deste tipo de alimento, o pescado pode ser manuseado por pessoas que não tenham lavado adequadamente as mãos, sem falar em possíveis problemas com a assepsia do restaurante. Como o calor mata a maioria dos germes, o mais indicado é consumir apenas alimentos cozidos. De acordo com Gianna Rosa, o consumo de alimentos crus não prejudica a saúde, o que deve ser observado é a procedência do alimento, e principalmente se está fresco para consumo.

A nutricionista do Hospital Daher, Gianna Rosa, preparou abaixo um cardápio com uma refeição diária ideal para a saúde tanto da gestante, quanto da criança. O cardápio depende de vários fatores, como atividade física, presença de patologias associadas, carência de micronutrientes, estado nutricional e restrições alimentares. Levando em consideração esses fatores, o consumo considerável é:

• Desjejum:

1 fonte de CHO (carboidratos): pão integral, bolo sem caldas e/ou recheios, tapioca ou cuscuz;
1 a 2 fontes de proteína: leite, queijo, etc.;
1 fonte de cereal: granola ou aveia;
1 fruta.

• Colação:
1 fruta ou 1 fonte de CHO, vai depender da atividade física.

• Almoço:

2 a 4 fontes de verduras e legumes: salada e guarnição;
1 fonte de CHO: arroz, de preferência integral;
1 fonte de leguminosas: feijão;
1 fonte de proteína: carne branca.

Importante: evitar o consumo de bebidas durante as refeições, principalmente refrigerantes e sucos em pó.

• Lanche da tarde:

1 fonte de CHO: pão integral, bolo sem caldas e/ou recheios, tapioca ou cuscuz;
1 a 2 fontes de proteína: leite, queijo, etc.

• Jantar:

2 a 4 fontes de verduras e legumes: salada, guarnição;
1 fonte de CHO: arroz, de preferência o integral;
1 fonte de leguminosas: feijão;
1 fonte de proteína: carne branca.

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

2 Comentários. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Dores nas costas são principal causa de incapacidade no mundo
Próximo post
Miomas podem causar dores e dificultar a gravidez

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu