Estudo relaciona morte de pássaros a uso de pesticidas

20140709222559168245ePesquisa publicada na edição de hoje da revista Nature sugere que pássaros de áreas rurais europeias sofreram enormes declínios populacionais nas últimas três décadas. E por trás do fenômeno parece estar o aumento do uso de pesticidas. O estudo indica que os produtos utilizados para afugentar pragas das lavouras não prejudicam apenas as abelhas — cujo desaparecimento já havia sido ligado ao uso dos inseticidas —, mas também os bichos emplumados. “Nossos resultados sobre as quedas nas populações de pássaros sugerem que os neonicotinoides (um tipo muito utilizado de pesticida) representam um risco ainda maior do que imaginávamos. Efeitos catastróficos em cascata devem receber mais atenção dos pesquisadores que se dedicam a investigar os ecossistemas”, diz Caspar Hallmann, principal autor do estudo e pesquisador da Universidade de Radboud, na Holanda. O cientista verificou dois levantamentos nacionais da Holanda que monitoraram o crescimento e o declínio de espécies de pássaros, além da qualidade da água, entre 2003 e 2009. Com isso, ele conseguiu investigar a extensão média das concentrações de um pesticida da família dos neonicotinoides chamado imidacloprida. Foram selecionadas 15 espécies de pássaros para verificar a relação entre a população dos animais e a quantidade de agrotóxicos no meio ambiente. Nove delas se alimentam exclusivamente de insetos. As populações de pássaros em terras agrícolas locais foram negativamente afetadas pela concentração da imidacloprida: 14 das 15 espécies estudadas apresentaram respostas negativas ao uso do pesticida. A equipe percebeu que maiores concentrações da substância na superfície das águas holandesas estão consistentemente associadas com a menor quantidade de pássaros, especialmente entre aqueles que se alimentam apenas de insetos. Nas áreas em que as concentrações são muito altas, o número desses animais chegou a diminuir em até 3,5% ao ano. Fonte: Correio Braziliense]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Cientistas identificam esconderijo no corpo humano do parasita da malária
Próximo post
Febre Chikungunya

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu