Estudo destaca avanços no tratamento conjunto da hepatite C e do HIV

13_42_13_758_fileUm novo medicamento para a hepatite C mostrou os primeiros resultados positivos em pacientes infectados, tanto por esta doença quanto pelo HIV, que habitualmente são difíceis de tratar, segundo um estudo publicado neste sábado (19/7). Os pacientes tomaram sofosbuvir, um medicamento aprovado para o mercado americano em 2013 e que causou controvérsia devido ao alto preço (cerca de 1.000 dólares por unidade) junto com outro já conhecido, a ribavirina. O estudo, publicado no Journal of the American Medical Association, foi feito com 220 pessoas durante 12 a 24 semanas. A maioria dos pacientes (entre 67% e 94%, dependendo do tipo de hepatite C que tiveram e se foram assistidos antes) viu a doença desaparecer e não retornar nas 12 semanas seguintes ao fim do tratamento. Além deste período, as reações são desconhecidas. Tratar em conjunto a hepatite C e o HIV é difícil porque os pacientes precisam tomar o medicamento interferon no caso da primeira e este tem uma interação péssima com os antirretrovirais. Sete dos 223 pacientes deste estudo o abandonaram por sintomas adversos, como fadiga, insônia, dor de cabeça e náuseas. Em artigo vinculado ao estudo, Michael Saag, da Escola de Medicina da Universidade do Alabama (sudeste), disse que a combinação de medicamentos é um “grande salto à frente”, mas que seu custo é alto demais para um uso em larga escala: “Um tratamento médio de 12 semanas custa 94.500 dólares e um de 24, 189.000”. “Com sorte, a concorrência entre os novos produtos que chegarem ao mercado nos próximos 18 meses resultará em um preço mais baixo para os medicamentos”, acrescentou. Fonte: Correio Braziliense]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Aplicação de gel dificulta a evolução do câncer de mama, dizem cientistas
Próximo post
Álcool e energético potencializa a vontade de continuar a beber

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu