Intolerância à lactose

A intolerância à lactose é a incapacidade parcial ou total de digerir a lactose – o açúcar do leite. Quem tem esse problema tem dificuldade de digerir o leite, que chega inalterado ao intestino grosso, onde sofre um processo de fermentação por bactérias que gera gases e ácido láctico, sensibilizando o aparelho digestivo. Já a alergia ao leite está ligada à proteína do leite de vaca. Os sintomas mais comuns da alergia ao leite são vômito, manchas e coceira na pele e edema de glote. Os sintomas da intolerância são gases, dor e distensão abdominal, náuseas, irritação intestinal e diarreia.

Existem três níveis de intolerância: leve, moderada e grave. Cerca de 70% da população adulta sofre desse problema em algum nível. Qualquer alimento que contenha lactose pode desencadear o processo: leite de vaca ou leite de cabra, queijo branco, manteiga, margarina, creme de leite, leite condensado, biscoitos, pães e doces feitos com leite e até mesmo medicamentos que contenham lactose.

Para descobrir a doença são feitos testes de tolerância à lactose. Em um deles, o paciente, em jejum, recebe uma dose desse açúcar e, depois de algumas horas, são colhidas amostras de sangue para avaliar os níveis de glicose e verificar se houve a quebra da lactose e posterior absorção/transformação em glicose. Esse teste está disponível na rede pública. Um segundo teste é o respiratório, que monitora a quantidade de hidrogênio expirado após a ingestão de lactose. No entanto, se você tiver suspeita de intolerância, uma forma simples e caseira de fazer um teste é retirar da alimentação o leite e seus derivados por uma semana e observar se o desconforto gastrointestinal diminui ou desaparece.

Não existe cura para a intolerância, mas se seguidas as orientações médicas pode-se viver bem. Existem opções de alimentos como leites com baixa lactose, leite de soja, leite de arroz, leite de amêndoas e queijos mais amarelos (menos agressivos nesse caso, apesar de mais gordurosos e calóricos) que podem ajudar no quadro do paciente.

Para uma dieta saudável, o paciente pode substituir o leite na dieta por queijo tofu, espinafre, gergelim, amêndoas, repolho, ovos, laranja, brócolis, cenoura, uva-passa e nozes.

Fonte:www.uol.com.br

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Vitamina D previne a osteoporose
Próximo post
Apneia
Menu

Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.