Criador de técnica que elimina o motorzinho para a retirada de cáries ministra palestra no Hospital Daher

 

Foi com muita expectativa que alunos do Centro Multidisciplinar de Terapia Intensiva (CEMOI) receberam a visita do Professor Jo Frencken, da Universidade Radboud Nijmegen, da Holanda. Ele veio durante o Curso de Capacitação de Odontologia na UTI, realizado no Centro de Estudos do hospital daher, no dia 29 de novembro. Frencken fez questão de ir ao Centro ministrar uma palestra após descobrir que a técnica de sua autoria, chamada Tratamento Restaurador Atraumático (ART), criada para eliminar a cárie sem o uso dos famosos “motorzinhos”, era aplicada com êxito nas Unidades de Terapia Intensiva do Hospital Daher para salvar a vida de pacientes com pneumonia, que poderiam ser infectados por bactérias bucais quando entubados.

O método foi desenvolvido após o professor morar na Tanzânia, no continente africano, na década de 70, trabalhando como dentista voluntário, e descobrir que não seria possível tratar a cárie na região, já que não havia energia elétrica. Foi então que desenvolveu um instrumento, feito de aço, que quebra o esmalte sem necessidade de energia e anestesia. Após sucessivas análises, ele percebeu que os dentes trabalhados haviam ficado livres por completo do problema e hoje o tratamento é utilizado por odontologistas de diversos países, principalmente nos mais pobres.

A aula visou capacitar profissionais cirurgiões-dentistas a atuarem em UTIs e foi ministrada em inglês, e traduzida pela Professora Soraya Leal, da UnB. Também participou a coordenadora do curso, Dra. Claudia Baiseredo, que considerou uma honra recebê-lo. “Ele é o idealizador da técnica e um renomado pesquisador que veio direto da Holanda nos presentear com sua aula, agregando cada vez mais qualidade em nosso curso”, diz a especialista, que também conta que chegou a aplicar a técnica na população ribeirinha, quando morava na Amazônia. Depois que veio lecionar no CEMOI, começou a aplicar a técnica em pacientes mais graves. “Comentei com a professora Soraya, que é amiga dele, que eu estava utilizando seu método na UTI do hospital e ela foi contar para ele. Foi então que ele disse que ficou extremamente feliz em saber da novidade e que viria ministrar um curso no Hospital assim que viesse ao Brasil. Chegando aqui, me disse que nunca imaginou que a técnica pudesse salvar tantas vidas e isso me gratificou bastante”, relata a coordenadora.

Os participantes também aprovaram a aula e elogiaram o professor, como a dentista Márcia Maria Bona, que considerou a oportunidade como única. “Conhecíamos a técnica, e hoje tivemos a oportunidade de conhecer o criador dela, o que foi ainda mais gratificante”, disse a aluna.

Sua colega de profissão Laira Sarmento, também considerou o aprendizado importante. “A experiência foi engrandecedora, pois nos levou a ver a importância de determinados protocolos que às vezes deixamos de seguir”, explica.

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Cuide-se por dentro: a importância de beber água
Próximo post
Bexiga baixa: saiba o que é o prolapso genital e como prevenir

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu