Cigarro pode danificar o cérebro, diz estudo

Até que ponto fumar pode danificar o cérebro?  Um novo estudo, que incluiu mais de 500 fumantes do sexo masculino e feminino, ex-fumantes e não-fumantes, e que tinham em media 73 anos de idade, buscou avaliar os efeitos do cigarro sobre o cérebro.

A nova pesquisa, da Universidade MacGill, do Canadá, realizado exames de imagem do cérebro nestas pessoas, verificou que os fumantes atuais e antigos tinham um córtex cerebral mais fino do que aqueles que nunca fumaram. O córtex é a camada do cérebro onde ocorrem os processos de pensamento importantes, tais como memória, linguagem e percepção.

Os pesquisadores também descobriram que parar de fumar leva a restauração parcial da espessura do córtex, mas o processo é lento e incompleto. Ex-fumantes pesados e que não fumaram por mais de 25 anos ainda mantinham ainda um córtex mais fino do que os não-fumantes, descobriram os pesquisadores.

O córtex se torna mais fino com o envelhecimento em todas as pessoas, mas o fumo parece acelerar este desbaste. E, um córtex mais fino é associado com o declínio mental, disseram os pesquisadores.

Assim, segundo os autores, os fumantes deveriam ser informados de que os cigarros poderiam acelerar o afinamento do córtex do cérebro, o que poderia levar a problemas com o pensamento e memória.

O estudo foi publicado on-line em 10 de fevereiro de 2015 na revista Molecular Psychiatry.

Fonte: McGill University, news release, Feb. 10, 2015.

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Dia 24 de Março Combate Mundial a Tuberculose
Próximo post
Assistir TV compulsivamente associado a solidão e depressão

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu