Higiene íntima: identifique seu erro e adote a atitude certa para evitar infecções

Ginecologista ensina como driblar o cheiro indesejável e as doenças íntimas

Você sabia que o excesso ou a falta de limpeza podem prejudicar o pH da vagina — grau de acidez que impede a ação de bactérias — e resultar em uma série de doenças? A higiene da região genital deve ser feita com sabonete líquido próprio para a área íntima ou a versão líquida comum, mas com pouco perfume e, de preferência, sem coloração, ensina a médica.

— A formulação do sabonete em barra pode ressecar a região e facilitar a entrada de microrganismos, por isso é melhor só usá-lo no corpo. Esta dica também vale para os homens. Algumas pessoas têm o hábito de tomar banho após fazer o “número dois”. Segundo Bárbara, a atitude está correta para complementar a limpeza feita com o papel higiênico.

— Como nem sempre isso é possível, uma boa alternativa é usar lenço umedecido para adultos, não aqueles infantis. O mercado já disponibiliza esta versão. Quem optar pelo chuveirinho, a médica orienta fazer a limpeza sempre no sentido da vagina em direção ao ânus para que não haja a contaminação com as bactérias provenientes do intestino.

— A dica também vale para o uso de papel higiênico, já que estas bactérias são a principal causa de infecções femininas. Papel higiênico colorido, perfumado e com desenho pode ser muito fofo e bonitinho, mas prejudica a saúde íntima e não deve ser utilizado, adverte a ginecologista.

— Qualquer produto perfumado e colorido tem química na formulação e pode causar alergias. Por isso, sempre opte pelo papel higiênico branco. Após a relação sexual, é recomendado tomar banho para limpar a região genital corretamente. Além disso, a especialista também orienta fazer xixi.

—A mulher tem a uretra menor que a do homem, o que facilita a chegada das bactérias na bexiga. O xixi é uma maneira de ‘lavar’ a uretra e diminuir o risco de infecção. Pode estar na moda depilar totalmente (ou quase) a área genital feminina e até a masculina, mas Bárbara avisa que os pelos atuam como uma barreira protetora, por isso não devem ser totalmente eliminados.

— O ideal é que as mulheres depilem no contorno do biquíni. Outra dica é aparar o restante dos pelos com uma tesoura. O mesmo vale para os homens.

Fonte: www.r7.com

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Estudo britânico "olha obesidade pelo buraco da fechadura", avalia professor
Próximo post
“Alzheimer é visto hoje como o câncer na década de 80”, diz psicóloga

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu