Café ajuda a prevenir disfunção erétil, afirma estudo

Café ajuda a prevenir disfunção erétil, afirma estudo

Homens que tomam ao menos duas xícaras de café por dia têm menor probabilidade de sofrer de disfunção erétil. É o que conclui uma pesquisa realizada por pesquisadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, publicada periódico científico PLOS ONE.

Cerca de 3.700 homens participaram do estudo. Os voluntários responderam questionários sobre o consumo de cafeína nas 24 horas anteriores. Os resultados mostraram que o consumo de duas a três xícaras por dia diminui os riscos de impotência sexual em 39%, se comparado àqueles que ingeriam até 7mg (menos de uma xícara).

Explicação – De acordo com os pesquisadores, os benefício da cafeína para o desempenho sexual masculino pode estar relacionado ao efeito da substância em relaxar músculos e artérias, permitindo um fluxo sanguíneo mais livre, o que facilita a ereção.

O que é disfunção erétil – De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, é a dificuldade persistente de obter ou manter uma ereção suficiente para permitir uma atividade sexual adequada. As causas do problema podem ter origem psicológicas e fisiológicas. Entre os fatores de risco para o problema estão: alterações hormonais, tabagismo, diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão, uso de alguns medicamentos como antidepressivos, o consumo de drogas e álcool. O tratamento depende da causa, mas, em geral, utiliza-se a terapia medicamentosa em conjunto com a psicológica.

Ansiedade

De acordo com Maria Luiza Crunivel, sexóloga e terapeuta de casal, a ansiedade pode causar comportamentos compulsivos, como a má alimentação, o tabagismo e o consumo exagerado de álcool –motivos que atrapalham a vida sexual. A ansiedade pode causar distúrbios, como disfunção erétil, ejaculação precoce e falta de lubrificação.

A ansiedade (e os problemas associados a ela) tem origem sobretudo na preocupação com o desempenho sexual. A atenção exagerada com a ereção, com o prazer, com a possibilidade de sentir dor ou com a ejaculação são fatores que atrapalham o bom desempenho sexual, tornando o sexo desagradável e até mesmo impossível.

A ansiedade em relação ao desempenho sexual é mais comum em homens e mulheres na faixa dos 50 anos.

Stress

O stress estimula a produção do cortisol e da adrenalina no organismo, dois hormônios que, em grandes quantidades, atrapalham a circulação sanguínea dos genitais e, consequentemente, prejudicam a vida sexual.

De acordo com a Clínica Mayo, nos Estados Unidos, o stress causado por fatores psicológicos diminui o desejo sexual, principalmente nas mulheres.

Fonte: VEJA

 ]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
31 de Maio Dia Mundial Sem Tabaco
Próximo post
Amor eterno pelo colesterol

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu