Maioria da população não sabe que tem hepatite C

Novo levantamento mostra que 60% dos brasileiros que sofrem da condição estão sem diagnóstico. No Brasil, estima-se 2 milhões de pessoas infectadas

Um novo levantamento divulgado nesta terça-feira mostra que 60% dos brasileiros com hepatite C estão sem diagnóstico da doença. A pesquisa foi encomendada pela Sociedade Brasileira de Hepatologia e pela Sociedade Brasileira de Infectologia e realizada pelo instituto Datafolha. A divulgação ocorre no Dia Mundial da Luta contra as Hepatites Virais.

Segundo a pesquisa, 36% das pessoas acreditam que a doença é transmitida no ato sexual — o que é considerado raro. O estudo mostrou ainda que 18% reconhecem que não sabem como a doença é contraída. Estima-se que sejam 2 milhões de pessoas infectadas no Brasil, sendo que menos de 5% delas recebem tratamento.

Atualmente, a hepatite C é considerada a principal causa de transplante de órgãos, com 65% dos casos, e de câncer de fígado, com 60% dos casos. Por ano, são 9 000 mortes causadas por doenças hepáticas, geralmente relcionadas à doença. Ao todo, o levantamento ouviu 2 125 pessoas de 120 municípios.

Também nesta terça-feira, o Ministério da Saúde está convocando a população para fazer o teste da hepatite C. Além de se vacinar contra as outras formas do vírus: as hepatites A e B. O teste pode ser feito nos postos da rede pública de saúde e é recomendado especialmente para pessoas com mais de 40 anos. De acordo com o Ministério, esta faixa etária é primordial porque nas décadas de 1980 e 1990 havia mais sexo desprotegido, uso de drogas injetáveis e menor controle nas transfusões de sangue e na hemodiálise.

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Em geral é uma doença silenciosa que nem sempre apresenta sintomas, mas quando estes aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Considerada um grave problema de saúde pública, o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza imunizações contra as hepatites virais A e B. A primeira é direcionada para crianças entre um e dois anos e a segunda para pessoas com até 49 anos.

“São vacinas que já estão mudando a história dessas enfermidades. As próximas gerações muito provavelmente serão livres das hepatites A e B. Mas para a hepatite C precisamos convocar todos aqueles com mais de 40 anos, que tiveram procedimentos cirúrgico, que receberam sangue, que fizeram qualquer tipo de procedimento antes de 1993 para que procurem o posto mais próximo para fazer a testagem da hepatite C”. Sem o teste, a pessoa infectada só vai saber que tem a doença quando os sintomas aparecerem, mas isso só acontece quando a doença estiver em estágio muito avançado.

A transmissão dessa forma da doença, causada pelo vírus HCV, se dá pelo sangue contaminado e pode acontecer por relação sexual, de mãe para filho e em ambiente hospitalar.

De acordo com o Ministério, todos os anos surgem aproximadamente 10 000 novos casos. Na segunda-feira, a pasta lançou um novo protocolo para o tratamento da hepatite C, com 90% de cura.

Hepatites A e B – A hepatite A é causada pelo vírus VHA, se concentra em crianças entre cinco e seis anos e pode ser transmitida pela ingestão de alimento ou água contaminada. Ao contrário das outras formas, a maioria dos casos é benigna e o quadro se resolve espontaneamente em alguns meses.

A hepatite B é causada pelo vírus HBV e é transmitida por sexo desprotegido, sangue contaminado, de mãe para filho ou em ambiente hospitalar contaminado.

Fonte: VEJA

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Hospital Daher promove o dia da agulha
Próximo post
Pesquisa aponta que 51% dos homens nunca foram ao urologista

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.