Falta de sono pode causar depressão, ganho de peso e até câncer

Resultados de pesquisa indicam que má qualidade de sono pode ter efeitos cancerígenos

Uma pesquisa publicada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2013 revelou que 40% dos brasileiros têm algum tipo de distúrbio do sono. O problema não é exclusividade nacional. Nesta semana, a associação inglesa Royal Society for Public Health (RSPH) informou que os adultos britânicos estão dormindo, em média, uma hora a menos por noite, em relação ao recomendado pela OMS.

A organização recomenda que adultos entre 18 e 64 anos durmam entre 7 e 9 horas por noite e que idosos acima dos 65 tenham entre 7 e 8 horas de sono por noite.

“Ter um sono satisfatório tem importância vital na saúde e no estilo de vida das pessoas. A gente costuma se preocupar com o nosso peso ou com o quanto de álcool bebemos, mas a qualidade do sono geralmente não recebe a mesma atenção”, explica Shirley Cramer, CEO da RSPH.

A curto prazo, uma noite de sono ruim causa cansaço, sonolência diurna, dores de cabeça, além de maior propensão a cometer erros e a se envolver em acidentes, por causa de dificuldades de memória, concentração e controle motor. Mas quais são as consequências, a longo prazo, da má qualidade no sono?

O estudo feito pela RSPH ainda não foi concluído, mas, devido aos prováveis resultados alarmantes, a organização já veio a público avisar as autoridades e a população. De acordo com os dados prévios, pessoas que dormem menos têm mais chances de desenvolver ansiedade, depressão, transtorno bipolar e esquizofrenia.

E não para por aí. As consequências da má qualidade do sono transcendem a saúde mental, aponta a pesquisa da RSPH. É possível que um descuido grande e prolongado de noites de sono ruim cause impactos negativos na pressão sanguínea, no metabolismo, levando ao aumento de peso, e – o mais preocupante – pode ter também “efeitos cancerígenos”, revela o comunicado escrito pela RSPH.

“Até o momento, há consideráveis evidências de que alterar os turnos do dia é um fator de risco no desenvolvimento de câncer”, escreveram os pesquisadores. Para explorar estas conclusões prévias, a equipe da RSPH agora vai se basear em uma pesquisa da OMS que concluiu que alterar o ritmo circadiano – o ciclo biológico que informa o corpo que o dia tem 24h, influenciado principalmente pela variação de luz, temperatura e ventos entre o dia e a noite – tem “prováveis consequências” cancerígenas em seres humanos.

Fonte: Revista Galileu.

]]>

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
A ciência sabe se uma amizade é verdadeira pelas risadas
Próximo post
Nem toda cirurgia plástica pode trazer os resultados idealizados pelo paciente

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

    Menu

    Olá! Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

    Se continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

    FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

    AnalíticosNosso site utiliza cookies analíticos para possibilitar a análise e otimização para fins de usabilidade.

    Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

    OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.