Hospital Daher inova em odontologia hospitalar.

 

Desde 2010, o Hospital Daher inovou ao oferecer um serviço pioneiro na área de odontologia hospitalar, que vai além do atendimento sob demanda, começando com o plantão nas UTI´s e depois evoluindo para uma rotina diária de atuação. Tal inovação antecipa uma resolução da Anvisa que normatizou sobre o assunto em 2013, como também um projeto de lei de 2008, que está em tramitação no Senado, depois de ser aprovado na Comissão de Assuntos Sociais, que estabelece a obrigatoriedade da presença do cirurgião dentista em todas as Unidades de Terapia Intensiva, em hospitais públicos e privados.

Hoje no Daher seis dentistas atuam no hospital, todos habilitados em odontologia hospitalar e laserterapia. Além da UTI, os andares de internação da Oncologia, da Geriatria e da Clínica Médica também são atendidos. A Dra. Claudia Cristiane Baiseredo de Carvalho, coordenadora do serviço de Odontologia Hospitalar, em uma parceria do Hospital Daher com o CEMOI- Odontologia Hospitalar e Domiciliar, conta com entusiasmo os resultados dos serviços no hospital: “A nossa UTI, hoje, possui um protocolo eficaz de higiene oral e isso, junto com outras ações, nos favorece a ter baixos índices de pneumonia associada à ventilação. Ficamos quatro meses sem nenhuma ocorrência”. A odontologia hospitalar atua, ainda, em outras prevenções, como na de úlceras traumáticas causadas por mordeduras que podem evoluir para quadros de infecção. Dentro da UTI, há laser para tratamentos dentários e também uma plastificadora a vácuo, responsável pela confecção de placas de silicone usadas por esses pacientes.

Qual a importância da odontologia hospitalar na UTI e no hospital? A odontologia é a especialidade que mais conhece a boca e suas alterações e, em diversas situações, é na mucosa oral que as infecções começam e os médicos de outras especialidades podem demorar a diagnosticar algum problema que pode evoluir para infecções graves. “Muitas vezes nós temos alterações na mucosa oral como candidíase; herpes; citomegalovírus; infecção de origem odontogênica e muitas outras de origem bucal. E o dentista pode diagnosticar onde está o problema com mais facilidade”, completa a Dra. Claudia. De acordo com ela, o próximo passo que já está sendo articulado para a melhoria no atendimento é o aprimoramento da integração entre a odontologia e a geriatria e entre a odontologia e a oncologia. Os resultados são muito satisfatórios. “Nós queríamos provar que a odontologia pode fazer muito mais do que uma resina estética, a odontologia pode salvar vidas ao fazer um diagnóstico preciso”, completa a especialista.

Para o Dr. Rodrigo Conti, gestor médico da Unidade de Terapia Intensiva, atualmente, profissionais de saúde do mundo inteiro estão preocupados com o problema da resistência bacteriana devido ao fato de vários antibióticos não terem o devido efeito terapêutico. “Se houver uma patologia bucal negligenciada, pode ser trágico no combate a infecções de pacientes críticos, pois pode ser fonte de infecção persistente demandando esquemas antibióticos variados e, neste cenário, o odontólogo é indispensável”, afirma o médico.

O CEMOI, parceiro do Hospital Daher, inclusive, já ganhou prêmios pelo pioneirismo, por ser um dos primeiros a oferecer um curso de capacitação na área e tem até lista de espera de candidatos. O Curso de Habilitação em Odontologia Hospitalar já recebeu três prêmios pela qualidade do curso e assistência prestada aos pacientes do Hospital Daher. Em maio de 2015 foi agraciado com o Prêmio Empresa do Ano, na categoria Melhor Qualidade em Cursos, e em novembro do mesmo ano, com o Prêmio Melhor Empresa, na categoria da América Latina, em Santiago, no Chile. Este ano recebe, novamente, em São Paulo, o Prêmio Melhor Empresa do Ano – Melhor Qualidade em Cursos e Melhor Assistência aos Pacientes. E também há outra indicação para um prêmio internacional de qualidade, em novembro, na Cidade do México.

schedule

Agende a sua consulta no Hospital Daher

1 Comentário. Deixe novo

  • BOM DIA, GOSTEI DA REPORTAGEM SOBRE A CASTANHA DO PARÁ, SOMENTE PROCURANDO ENRIQUECER MAIS AINDA ESTA REPORTAGEM, SUGIRO QUE SEJA ACRESCENTADO AO MESMO, O VALOR EM MICROGRAMAS DE UMA CASTANHA ( O MAIS APROXIMADO), ASSIM ORIENTANDO DE MANEIRA MAIS OBJETIVA O SEU CONSUMO.
    OBRIGADO.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Exame de sangue revoluciona tratamento da depressão
Próximo post
Enxaqueca pode ser sintoma de falta de vitaminas

Youtube Daher

Notícias Daher

share

Compartilhe:

mails

Receba nossas novidades:

Menu
Clique e marque
Eu não sou um robô.