Posts

Dr. José Carlos Daher fala ao “CNT Jornal” sobre os desafios da saúde no novo governo

O cirurgião plástico e fundador do Hospital Daher, Dr. José Carlos Daher, concedeu entrevista ao “CNT Jornal”, programa da Rede CNT, sobre os desafios da gestão do orçamento para a saúde no novo governo. Confira a reportagem completa:

Cirurgia Plástica do Daher ganha mais um integrante da família fundadora do hospital

Filho de peixe peixinho é. Tal pai, tal filho. Esses são alguns dos antigos ditados populares que fazem referência à semelhança de comportamento e habilidades entre pais e filhos. E eles se encaixam perfeitamente à chegada do Dr. Leonardo Daher à equipe de Cirurgia Plástica do Hospital Daher Lago Sul, no Distrito Federal. O médico é filho do Dr. José Carlos Daher, renomado na mesma especialidade e fundador da unidade de saúde, hoje uma referência na capital do País.

Saiba mais sobre o Dr. Leonardo Daher

Foi na infância que o então menino, natural de Brasília-DF, despertou o interesse pela Medicina e já pela Cirurgia Plástica. É o que costuma dizer desde sempre. O passar dos anos serviram para desabrochar o entusiasmo pela profissão escolhida pelo pai. Até que em 2006 ingressou na Universidade Católica de Brasília, onde permaneceu durante 6 anos.

Com o diploma em mãos, realizou residência médica em Cirurgia Geral pela Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, no Hospital Regional de Sobradinho, pré-requisito indispensável para a formação em Cirurgia Plástica.

Deu continuidade ao seu treinamento por mais 3 anos no Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Daher, que desde 1980 forma cirurgiões nesta especialidade. Após tanta dedicação, conquistou seu título de Especialista em Cirurgia Plástica, conferido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e aceito pela Associação Médica Brasileira e Conselho Regional de Medicina, nos quais o documento deve estar devidamente registrado para exercer a atividade.

A carreira conta com um reconhecimento de peso. O cirurgião plástico, professor, escritor e membro da Academia Nacional de Medicina e da Academia Brasileira de Letras, Ivo Pitanguy, considerado o maior cirurgião plástico do mundo, era amigo da família Daher e acompanhou de perto a vida do Dr. Leonardo Daher. Convicto da escolha correta, Pitanguy foi pessoalmente convidar o jovem médico a concluir a formação com ele.

“Foi um convite que me deixou honrado e lisonjeado, porém expliquei ao professor que por razões pessoais preferia ficar em Brasília. Foi quando optei por fazer minha formação, junto ao meu pai, no Serviço do Hospital Daher, credenciado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica”, conta.

Ao lado do Dr. José Carlos Daher, fundador do Serviço do Hospital Daher em 1979, o Dr. Leonardo Daher subiu mais alguns degraus na vida profissional. Atualmente, integra o corpo médico, com consultório próprio, na unidade de saúde, onde, diariamente, coloca em prática o resultado do empenho dos últimos anos, permeado por valores como ética e responsabilidade.

O exercício da profissão é fundamentado também na missão de dar continuidade ao trabalho do pai, que há mais de 40 anos dedica-se à Cirurgia Plástica. “Tenho como foco contribuir para manter a tradição e qualidade deste serviço, que se iniciou em 1979 e desde 1980 forma cirurgiões plásticos em Brasília, sendo uma importante referência neste campo da Medicina”, explicou.

Desafios? Esses não faltam num caminho que já começou promissor. “O maior é implementar no Hospital Daher Lago Sul os serviços de Cirurgia Estética e Reparadora que porventura careçam de expansão na cidade, aglutinando e valorizando os profissionais da área que queiram se engajar neste processo. E aqui falo da Microcirurgia e Cirurgia do Trauma da Face, já bastante desenvolvidas no hospital, assim como a cirurgia da mão, entre outras. Quanto aos procedimentos estéticos e reparadores oncológicos, como as reconstruções mamárias, já temos tradição e posição de vanguarda há muitos anos”, concluiu o Dr. Leonardo Daher.

Marque uma consulta com o Dr. Leonardo Daher

O Hospital Daher Lago Sul é referência no Distrito Federal. A unidade funciona há mais de 20 anos, em área nobre do DF, onde o paciente encontra toda a comodidade de que precisa.

Em um mesmo lugar, centraliza atendimentos em diversas especialidades, pronto-socorro, unidade de terapia intensiva, centro cirúrgico, laboratórios, bem como procedimentos modernos e eficazes voltados para o diagnóstico, acompanhamento e tratamento das doenças.

Por promover um serviço humanizado, acolhedor e seguro e, consequentemente, a saúde e o bem-estar das pessoas, o Hospital Daher agora é visto como um Centro de Hospitalidade.

Quer outras informações sobre o Hospital Daher Lago Sul
Entre em contato:
(61) 3213-4848
SHIS QI 07 – F – Lago Sul – Brasília/DF

Técnicas inovadoras são apresentadas em congresso nacional de cirurgia plástica

José Carlos Daher levou as ideias e os procedimentos mais modernos de serviço ao evento

O 52° Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica aconteceu em Belo Horizonte, entre os dias 11 e 15 de novembro. Considerado o maior evento científico de cirurgia plástica, não só no Brasil, mas no mundo, a edição reuniu mais de 2.200 cirurgiões de todas as regiões do país, além de congressistas internacionais.

No primeiro dia de palestras, especialistas de diversas nacionalidades puderam opinar sobre as melhores técnicas de cirurgia plástica do nariz, a rinoplastia, enriquecendo o evento. Nos outros dias, temas como mamoplastia, abdominoplastia, lipoaspiração e tumores de pele foram debatidos.

O cirurgião plástico e fundador do Hospital Daher Lago Sul, José Carlos Daher, esteve presente no evento como palestrante, onde pôde explicar algumas das técnicas cirúrgicas criadas por ele. “Existe uma queda natural das mamas e ensinei novos conceitos de cirurgia para obter resultados mais bonitos e duradouros. Como nada pode impedir a queda natural dos seios, eu e minha equipe continuamos pesquisando mais procedimentos para reduzir o efeito”, conta o especialista.

Outro trabalho apresentado pelo Dr. Daher demonstra que incisões na pele com bisturi elétrico podem ter resultados satisfatórios. “Às vezes esses bisturis modernos têm resultados melhores que os bisturis frios. Os especialistas acham que eles causam queimadura, mas em alguns casos, os resultados comparativos são bem satisfatórios”, revela.

O Dr. Daher também pôde contribuir com seus conhecimentos sobre lipoescultura pós-cirurgia bariátrica no Congresso. “Desenvolvemos uma sistematização que torna mais rápidas as cirurgias de retirada de pele e excesso de gordura em pacientes que fizeram a redução do estômago, sendo realizadas em apenas dois atos. Antes eram seis. Corrigimos abdômen, costas, coxas e nádegas, em um tempo menor, dentro dos parâmetros mais modernos de cirurgia segura”, explica.

Durante o evento, o Dr. Daher também aproveitou para fazer novas parcerias nas cirurgias de rejuvenescimento facial, um dos “carros-chefe” do hospital. “Estamos contratando empresas que nos fornecerão novos equipamentos para coleta da gordura e injeção na face para aperfeiçoarmos ainda mais nossos procedimentos”, explica.

O especialista também comenta o que mais chamou sua atenção durante o evento. “Um cirurgião relatou o caso de uma paciente que fez a retirada dos seios após um câncer de mama, mas que, após a radioterapia, ficou com a pele rígida, impedindo-o de utilizar as técnicas de reconstrução mamaria. Então, ele decidiu injetar nessa pele gordura de outras partes do corpo da paciente, como fazemos hoje em cicatrizes, e o resultado ficou incrível. A pele ficou mais bonita, flácida e permitiu a inserção do silicone e a reconstrução daquela mama. Essa foi uma parte importante do processo de discussão de um congresso, onde se ensina e se aprende”, conta.