Posts

Dr. José Carlos Daher homenageia Dr. Ivo Pitanguy

Homenagem foi feita durante jantar oferecido pelo cirurgião plástico e sua esposa aos professores participantes do 56.º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, realizado em Brasília

1970, 1983, 1995, 2008 e 2019. Esses foram os anos em que Brasília sediou o anual Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica. A última edição, no entanto, seria a primeira em que Dr. Ivo Pitanguy, patrono da cirurgia plástica brasileira falecido em 2016, não participaria do evento realizado na capital por onde espalhou inúmeras sementes.

Mas a presença do cirurgião plástico foi marcada. Quem prestou a homenagem foi Dr. José Carlos Daher, aluno de Dr. Pitanguy que, junto a sua esposa, Thaís Daher, ofereceu um jantar aos professores participantes do congresso no dia 22 de novembro.

A recepção aos congressistas foi realizada na casa do casal. Entre diversas embaixadas e consulados no Lago Sul, a residência da família Daher é considerada uma embaixada da cirurgia plástica, porque está sempre aberta a visitas de profissionais da área de todo o mundo.

Com decoração de Valeria Bittar inspirada em salões árabes, a festa despertou muitas emoções nos cerca de 500 convidados. A comida foi servida pelo Federal Buffet, que forneceu diversas delícias enquanto o público assistia ao show da cantora Rosana Brown, participante do último The Voice Brasil, e se divertia com as apresentações de música e dança do grupo árabe Shabab. O ponto alto do evento, no entanto, ficou por conta do discurso do anfitrião, em que Dr. Daher travou um diálogo imaginário com seu mestre, Dr. Pitanguy.

O homenageado

Como diz a música de Frank Sinatra, Dr. Pitanguy fez de seu jeito. A letra de “My way” foi muito utilizada na homenagem porque, segundo Dr. Daher, mais do que técnicas cirúrgicas, Dr. Pitanguy compartilhava com seus alunos principalmente sua maneira de viver. “A partir do ‘his way’, eu também aprendi a fazer ‘my way’”, declarou.

Além de espalhar, Dr. Pitanguy também acumulava saber. Sua importância foi comparada à do Global Seed Vault, o banco que abriga mais de um milhão de sementes na Noruega planejado para sobreviver a catástrofes e salvaguardar a agricultura mundial. Mas, diferentemente do estoque, ele já contemplou o mundo com algumas de suas sementes.

Em 1979, o patrono da cirurgia plástica brasileira esteve em Brasília para prestigiar a inauguração do empreendimento de seu pupilo, a Clínica Daher. A unidade contribuiu com diversos avanços da área na capital, mas enfrentava desafios para sobreviver operando somente uma especialidade. A solução encontrada por aluno e professor para continuar a oferecer o melhor serviço de cirurgia plástica foi transformar a clínica em um hospital geral, beneficiando agora toda a cidade.

O Hospital Daher Lago Sul completou 40 anos no dia 29 de novembro. Hoje, a instituição consolidou-se como referência entre os serviços de saúde de Brasília devido a suas confortáveis estruturas, procedimentos modernos, seguros e eficazes e atendimento acolhedor, o que a torna mais do que um hospital, mas um centro de hospitalidade. De acordo com Dr. Daher, o plano para os próximos anos é continuar crescendo como Dr. Ivo Pitanguy sempre cresceu: no rumo da qualidade.

Confira alguns registros do evento:

Daher em homenagem a Ivo Pitanguy

 

Beatriz Baroudi, Fernanda Vinicius e Thaís Daher

 

Benjamin Gomes, João Otávio Noronha, Paulo Duarte, Anna Carolina Noronha e Osvaldo Saldanha

 

Brianna Koch, Juliano Daher, Leonardo Daher, Dorys Daher, José Carlos Daher, Thaís Daher e Terezinha Bleyer

 

Local e decoração da Festa

 

Carlos e Walderez Uebel, Eduardo e Rute Nigri, Carlos e Sissi Calixto

 

Daher, Níveo e Nora Steffen

 

Dov Goldenberg e Denis Calazans

 

Daher recebe presidência de honra do congresso das mãos de Níveo Steffen

 

Jefferson, Roberta e Cecília Di Lamartine e Humberto Campos

 

Eduardo Nigri e Patrick Tonnard

 

José Horácio e Angela Aboudib e Renata, Jorge e João Prado Neto

 

Mauro Deos, Siham Belamine, Nabil Adghoghi e Rômulo Mêne

 

Moisés Wolfenson, Lydia Masako, Fausto Viterbo

 

William Austen e Foad Nahai

Microcirurgia no Hospital Daher possui núcleo especializado

A microcirurgia é um método que precisa de ampliação da imagem para ser realizado, pois trabalha para a reconstrução da forma e função do corpo a partir de estruturas muito pequenas. O Hospital Daher possui um núcleo especializado na técnica, composto pelos cirurgiões Dra. Marcela Cammarota, Dr. Armando Cunha, Dr. Paulo Piccolo e Dra. Laudicely Costa.

Como funciona a técnica?

A microcirurgia tem por objetivo reconstruir, de forma próxima à perfeição, partes do corpo danificadas por quaisquer razões — má formação genética, traumas, cirurgias para remoção de tumores. Só para ilustrar, o procedimento é realizado por meio da retirada de uma parte não lesada e posterior transplante para o local a ser reconstruído.
Dessa forma, podem ser transferidos pele, ossos, músculos, tendões, nervos e até mesmo segmentos de intestino. No Hospital Daher, por exemplo, já foram realizadas uma cirurgia para reconstrução após retirada de tumor de boca e outra após amputação ampla da mama devido ao câncer.

O núcleo de microcirurgia do Hospital Daher

A Dra. Marcela, já radicada em Brasília, teve sua formação no Instituto Nacional de Câncer (Inca) do Rio de Janeiro. O Dr. Armando Cunha veio de São Paulo, do Hospital das Clínicas (USP). Enquanto o Dr. Paulo Piccolo obteve sua formação nos Estados Unidos (Cleveland Clinic – OH, Mount Sinai Medical Center – NY e University of Pennsylvania, Philadelphia) e a Dra. Laudicely Costa, no Hospital de Base de Brasília (HBDF) e no Hospital das Forças Armadas (HFA).
O núcleo de microcirurgia é uma nova estrutura do serviço de cirurgia plástica do Hospital Daher que está sendo disponibilizado para Brasília, buscando sempre o melhor para os pacientes.

O setor de cirurgia plástica do Hospital Daher

O Hospital Daher Lago Sul é referência no Distrito Federal. A unidade funciona há mais de 20 anos em área nobre do DF, onde o paciente encontra toda a comodidade de que precisa. Por promover um serviço humanizado, acolhedor e seguro e, consequentemente, a saúde e o bem-estar das pessoas, o Hospital Daher agora é visto como um centro de hospitalidade, apto a promover a melhor cirurgia plástica em Brasília.

Segurança em cirurgia plástica começa nos cuidados gerais

Cada tipo de cirurgia traz um risco, dependendo de sua natureza. Portanto, como qualquer outro procedimento cirúrgico, a cirurgia plástica exige premissas para diminuí-los ao máximo. Assim sendo, a segurança em cirurgia plástica começa nos cuidados gerais para o ato operatório. A saber, o médico tem obrigação de fornecer ao paciente informações claras, completas e transparentes em cada etapa do processo.  

O que determina a segurança em cirurgia plástica?

Tudo começa no pré-operatório, com a consulta e o histórico clínico. De tal forma que, de posse dessas informações, o médico vai montar o planejamento cirúrgico para o caso. A escolha de uma equipe bem preparada também é essencial para o sucesso do procedimento. Ademais, cada cirurgia plástica tem seu próprio protocolo cirúrgico — comportamentos e medidas que reduzem a ocorrência de incidentes e eventos adversos.

Ou seja, desde o princípio, trabalha-se para diminuir ao máximo as complicações que podem ocorrer durante a cirurgia. Contudo, mesmo pacientes saudáveis estão sujeitos a eventualidades imponderáveis como alergia, por exemplo. Assim, o local da operação precisa oferecer condições de atendimento emergencial em caso de imprevistos, como UTI.

Como garantir segurança em cirurgia plástica quando o paciente possui alguma doença?

Se o paciente possui alguma doença pregressa, ele precisa ser avaliado pelo cirurgião em parceria com o médico responsável pelo problema. Assim sendo, a doença precisa estar sob controle e o médico responsável precisa emitir um laudo autorizando o procedimento cirúrgico. Antes de mais nada, é preciso considerar a importância da cirurgia plástica na vida do paciente. 

É necessário que médico e paciente avaliem em conjunto o risco aumentado do procedimento. Bem como as possibilidades de complicação que a doença em questão acrescenta à cirurgia. Tudo isso, para que o paciente possa analisar o custo-benefício de realizar o procedimento. Ademais, medidas complementares serão tomadas para prevenir quaisquer imprevistos.  

Qual o papel do paciente?

O paciente é peça fundamental para garantir a segurança de seu tratamento. Quando da primeira conversa entre médico e paciente, ele precisa ser extremamente sincero sobre doenças, hábitos, histórico familiar e o que motivou o desejo da operação. Isso será complementado pelos exames a fim de esclarecer tudo o que for possível. 

Além disso, o paciente precisa seguir à risca as orientações do cirurgião para o pré e o pós-operatório. O acompanhamento regular da evolução pós-operatória também é fundamental. Afinal, os resultados finais da cirurgia plástica demoram alguns meses para serem vistos.  

O que o Hospital Daher oferece para segurança em cirurgia?

O Hospital Daher oferece ao paciente não só instalações de primeira linha, certificadas, em nível máximo, pela Organização Nacional de Acreditação, como também estrutura eficiente e agradável, com acreditação em hotelaria. Além de toda aparelhagem necessária para evitar complicações, como UTI e hemodiálise. Ademais, o pré-operatório também pode ser feito no hospital, que conta com laboratório, centro de exames clínicos e cardiológicos. 

Por fim, é certo que as cirurgias plásticas estéticas e reparadoras eletivas raramente trazem riscos intrínsecos. E, de fato, é essencial que o cirurgião plástico seja um profissional especializado e experiente. Mas isso é apenas o começo de tudo. Todo o conjunto que envolve a cirurgia — pré-operatório, equipe, instalações hospitalares, disciplina pós-operatória —   contribui para o sucesso do procedimento.